Gestora de canais de denúncia terceirizados, a consultoria ICTS Protiviti destaca a importância da conscientização e reforço de monitoramento.

Não seja o último a saber. Veja e-Book sobre 5 informações estratégicas que os Canais de Denúncia trazem para o seu negócio

publicado 06/09/2019 14h04, última modificação 12/09/2019 10h54
Destaque Site 800X400 (1).jpg

e-Book Canal de Denúncias

Você sabe dizer se a sua empresa está seguindo corretamente as regras e agindo com ética? Bem, preste atenção aos canais de denúncia. Eles se tornaram uma importante ferramenta para monitorar e prevenir fraudes e desvios de conduta, agora que as autoridades estão mais rigorosas na punição de práticas corporativas ilícitas.

Onde há fumaça, pode haver fogo. Esses canais também são fonte valiosa de informações de conduta dos colaboradores e líderes. A consultoria ICTS Protiviti, que atua na gestão de canais de denúncia terceirizados, coletou 75 mil relatos de denúncias em 322 empresas e fez um raio-X dos pontos de atenção em assuntos de compliance. Ficou interessado? Você pode ler o conteúdo integral do ebook aqui.

 

O que os Canais de Denúncia dizem

Um dado importante é que um canal de denúncias terceirizado conta com a expertise de equipes dedicadas ao trabalho de coletar e tratar relatos de irregularidades. “Do ponto de vista do colaborador, ter outra empresa fazendo a gestão do canal demonstra isonomia no tratamento das informações e diminui o receio de represálias”, segundo a ICTS Protiviti.

Além disso, a gestão especializada de denúncias se reflete em maior eficiência. “A qualificação especializada dos relatos promove uma redução de 36% nos custos com apuração de denúncias”, observa a consultoria.

Outra estatística chamativa é a que as denúncias não vêm só de dentro da empresa. Dados de 2018 da consultoria revelam que fornecedores (4,3%) e clientes (6,4%) também se manifestaram no canal de denúncias de empresas, bem como ex-colaboradores (2,5%) e familiares (0,5%).

Fornecedores que acessam o canal de denúncias representam 9,1% de todos os que reportam má intenção/ ilícitos, e 7,8% dos que acusam a empresa de descumprimento de políticas. Já os clientes representam 13% do total de denunciantes de má intenção/ ilícitos, e de 20% dos descontentes com o descumprimento de políticas.

Tem mais: a ICTS Protiviti revela que 76,7% das denúncias sobre fornecedores e prestadores de serviço vêm de outros parceiros. “O fenômeno reforça a importância do adequado envolvimento desse público pelas organizações, seja via comunicação ou outras ações que demonstram a importância do registro. Deve haver segurança no processo e não retaliação sobre as empresas que denunciam irregularidades”, observa a consultoria.

 

Denúncias de assédio aumentaram

As denúncias também se enquadram no contexto da época. As estatísticas revelam que, pela primeira vez desde 2014, mais da metade (50,4%) das denúncias recebidas foram relativas a relacionamentos interpessoais. Na comparação com 2017, esse tipo de denúncia aumentou 12,5%.

São relatos de assédio moral e sexual, encorajados pelo movimento global de exposição de casos na indústria cinematográfica de Hollywood e personalidades brasileiras. Dentre os comportamentos citados, 26,4%, ou seja, pouco mais da metade dos casos de relacionamento interpessoal, se referem a assédio moral e sexual, agressões físicas, discriminação e preconceito. As demais condutas são de desvio de comportamento e relacionamentos íntimos.

 

Como corrigir

Os canais de denúncia também apontam o caminho da cultura ética. A ICTS Protiviti destaca que é preciso adequar o ambiente organizacional  a partir da conscientização e mudança permanente de atitude. 

Outras iniciativas devem complementar a existência do código, canal e comitê de Ética, bem como ações de comunicação e treinamento sobre o tema nas empresas. É possível minimizar o ingresso ou ascensão de profissionais com valores éticos não alinhados à organização, reforçar a capacidade detectiva, estimular a manifestação de irregularidades e proporcionar um processo de investigação especializado, célere e consistente, com balanço de consequências efetivo.