Amcham-Curitiba inaugura nova sede em 1º Green Building do Sul do País

por marcel_gugoni — publicado 17/01/2012 16h06, última modificação 17/01/2012 16h06
Curitiba – Escritório fica na rua João Marchesini, 139, no bairro de Prado Velho.

A unidade da Amcham em Curitiba (PR) cresceu e agora está de casa nova. O antigo prédio no bairro de Ahú deu lugar à nova sede da Rua João Marchesini, 139, no bairro de Prado Velho, no primeiro Green Building da região Sul do Brasil. A unidade ampliou seu atendimento e deve inaugurar a nova unidade até o fim do mês de fevereiro.

Gabriel Borges, gerente regional da Amcham-Curitiba, diz que todos os serviços foram mantidos e a novidade é a ampliação de espaços para eventos, palestras, seminários e comitês para os associados. A mudança trará mais conforto aos participantes.

“Buscamos uma opção mais confortável, em um prédio corporativo que é o primeiro prédio Green Building do Sul do Brasil. A área útil é praticamente a mesma, mas o auditório que acomodava menos de cem pessoas agora terá espaço para mais de 120 convidados”, explica ele. “E ainda teremos uma sala Vip para 16 pessoas muito bem acomodadas.”

Segundo Borges, a nova sede ficará mais próxima das empresas. “Mudamos para uma região de um eixo entre o centro e as principais cidades da região metropolitana, ficando a 17 minutos do aeroporto [Internacional Afonso Pena] e no caminho de São José dos Pinhais, cidade que concentra um dos maiores polos automotivos do País”, afirma.

Em 2011, a regional realizou um total de 137 comitês e eventos. Para 2012, já estão previstas 130 atividades, sem contar as que podem surgir ao longo do ano.

Sustentabilidade

O novo prédio é amigo do ambiente. A construção foi feita toda pensada na sustentabilidade: há desde captação de água das chuvas até uso consciente de eletricidade e reciclagem do lixo. O gerente da regional da Amcham explica que há “elevadores inteligentes, vagas especiais para quem dá carona ou utiliza carro a gás ou a etanol e vidros que priorizam a transparência e a filtragem de raios solares para diminuir o uso de ar condicionado”.

Para Borges, tudo na construção foi planejado para ter o mínimo de desperdício. “Durante a limpeza, não tem nada de gasto excessivo de água”, conta. “Vamos oferecer mais conforto. Antes não tínhamos nem estacionamento, e agora temos vagas disponíveis para os nossos sócios em uma vizinhança de alto padrão, com três multinacionais do nosso lado.”

O caminho é o mesmo percorrido pela sede em São Paulo. O Business Center paulistano já reutiliza a água das chuvas em sanitários e no jardim e deve concluir ainda neste ano a reestruturação do sistema elétrico para torná-lo mais eficiente e reduzir impactos ambientais associados ao uso excessivo de energia.

Até 2013, a Amcham pretende obter a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) na categoria de edifícios existentes, o maior reconhecimento mundial em construções sustentáveis. O selo é concedido pela organização não governamental US Green Building Council (no País, é representada pela GBC Brasil).

Fund raising

E a Amcham Curitiba também iniciou uma campanha para os sócios ajudarem com a mudança. “Estamos fazendo uma campanha de fund raising com as empresas e quem apoiar poderá ter descontos na locação de salas ou suas marcas divulgadas na nova sede”, explica.

A empresa interessada deve procurar seu gerente de relacionamento na Amcham. Veja aqui como se associar.

registrado em: