WEF põe Brasil na 56ª colocação em competitividade

publicado 05/06/2014 14h55, última modificação 05/06/2014 14h55
São Paulo – Brasil é mal pontuado em itens relacionados a governo, educação e comércio exterior
ranking-tabela01.jpg-7213.html

O Brasil ficou na 56ª posição no Global Competitiveness Report 2013-2014, dentre 148 economias avaliadas. O ranking é feito pelo World Economic Fórum e avalia 114 quesitos, distribuídos em 12 pilares diferentes, a fim de classificar as nações por produtividade, prosperidade e competitividade.

Em relação à América do Sul, o Brasil ficou na segunda posição, atrás apenas do Chile (34º). A pesquisa cita o baixo índice de inovação como fator principal para rebaixar a maioria dos países sulamericanos.

Dentre os países em desenvolvimento (BRICS), o Brasil ficou em 3º lugar, atrás de China (29º) e África do Sul (53º). Importante ressaltar que no ranking de 2006 o Brasil era o último colocado entre esses países, e desde então foi o que mais cresceu em competitividade.

Segundo o relatório, os fatores que mais rebaixaram o Brasil no ranking foram os relacionados à governo. As piores pontuações foram sobre: funcionalidade das instituições, eficiência do governo, corrupção e confiança nos políticos. O país também foi mal pontuado em infraestrutura, educação e mercado externo. O Brasil obteve boa pontuação nos quesitos: tamanho de mercado, comunidade empresarial e inovação.

  

Veja o relatório completo clicando aqui, ou se preferir acesse:

http://www.weforum.org/reports/global-competitiveness-report-2013-2014

 

registrado em: