Brasil ocupa antepenúltima posição em ranking de educação

publicado 09/05/2014 14h47, última modificação 09/05/2014 14h47
São Paulo – Estudo do The Economist aponta piora no desempenho educacional brasileiro
learning-curve-table01a.jpg

O Brasil aparece na 38.ª posição entre 40 países analisados no The Learning Curve (Curva do Aprendizado, em inglês), realizado pela The Economist Intelligence Unit (EIU) e Pearson Internacional. Em relação ao estudo anterior, de 2012, o País subiu uma colocação, apesar de ter piorado seu desempenho no índice.

Confira os principais destaques do estudo:

- A pesquisa é baseada nos seguintes indicadores: Progresso no Estudo Internacional de Alfabetização e Leitura (PIRLS); Tendências Internacionais nos Estudos de Matemática e Ciência (TIMSS); Programa Internacional de Avaliação de Alunos (PISA); e Programa Internacional de Avaliação de Competências dos Adultos (PIAAC), que avalia habilidade cognitivas da população em geral (não apenas estudantes).

- No atual estudo, os países asiáticos subiram ao topo. Coreia, Japão e Cingapura ocupam, respectivamente, as primeiras colocações do estudo;

- A primeira edição do Ranking ocorreu em 2012, na qual o Brasil ficou na 39ª colocação (1 abaixo da atual);

- Ranking avalia nível de educação de 40 nações, das quais o Brasil ficou em 38º, apenas na frente de México e Indonésia;

- Em comparação com países vizinhos, o Brasil está em má situação. Chile, Colômbia e Argentina também são contemplados no ranking e estão em 32º,36º e 37º, respectivamente; todos acima do Brasil.

Confira a integra do estudo clicando aqui.

                  

                                                                                                                 

registrado em: