Desafios das telecomunicações no País foram destaque da semana na Amcham. Veja outros assuntos

por simei_morais — publicado 28/03/2013 15h37, última modificação 28/03/2013 15h37
São Paulo – Seminário que reuniu empresas e representante da Anatel mostrou pesquisa da Amcham sobre setor.

Gestores de algumas das principais empresas da cadeia de telecomunicações do País se reuniram nesta semana para discutir os gargalos e necessidades do setor no País. Uma pesquisa feita pela Amcham e divulgada durante o evento mostrou que aspectos tributários e fiscais, melhoria da qualidade do serviço e do capital humano são as maiores preocupações para o desenvolvimento do segmento. O seminário teve ainda a participação de Marcelo Bechara, conselheiro da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), que comentou o que a agência e o governo federal fazem frente aos desafios do setor.

O seminário Competitividade Setorial – Telecomunicações ocorreu na quinta-feira (27/03), na Amcham-São Paulo, e fez um panorama do setor que representa ao menos 5% do PIB (Produto Interno Bruto) nacional e emprega mais de 500 mil trabalhadores no País.

Veja aqui quais são as vantagens de ser sócio da Amcham

Os gestores comentaram que a demanda por tráfego de dados só tende a crescer, com o aumento nas vendas de smartphones, TVs e tablets com acesso à internet e a proximidade de grandes eventos esportivos, como a Copa do Mundo e as Olimpíadas.

Mas o alto custo provocado pelos gargalos, incluindo e a falta de mão de obra especializada em toda a cadeia, oneram e pressionam a expansão da infraestrutura e dos serviços, afirmam.

Bechara disse que o governo federal está empreendendo ações para desonerar o setor e que a Anatel está se reestruturando para focar a competitividade do setor. Segundo o conselheiro, é hora de começar a eliminar algumas das regulações que já não fazem mais sentido no mercado, que hoje se caracteriza por oferecer serviços convergentes, e não mais segmentados. Ele ainda estimulou uma maior organização política do setor para participar da formulação de políticas públicas e enfrentar a premente necessidade de capacitação de profissionais.

Quer participar dos eventos da Amcham? Saiba como se associar aqui

Sustentabilidade

Outro destaque da semana foi o comitê aberto de Marketing da Amcham-São Paulo, que abordou os incentivos fiscais como possibilidade de alavancar investimentos em responsabilidade social. O consultor Antoine Kolokathis, sócio-diretor da Direção Cultural, trouxe informações de quais leis podem beneficiar as empresas nessas ações e que representam “custo zero” para o negócio.

A advogada Ana Spínola, da fabricante de produtos hospitalares Becton, Dickinson Company (BD), e Clódis Xavier, gerente do Instituto Gerdau, mostraram como suas companhias usam os incentivos oferecidos por governos federal, estaduais e municipais. Eles comentaram ações por meio de incentivos fiscais voltadas para a comunidade e o engajamento de colaboradores, para que também contribuam por meio de deduções do IR (Imposto de Renda).

A semana se fechou com um café de relacionamento para receber novos associados, na Amcham-São Paulo. Empresários e executivos recém-chegados assistiram à palestra de Roberta Yono Ebina, consultora associada do escritório Muttare, que falou sobre influências invisíveis sobre as vendas.

 

Mais notícias:

28/03 - Setor de telecomunicações enfrenta desafios em custos, regulação, mão de obra e carga tributária

28/03 - Conselheiro da Anatel diz que agência se reformula e estimula organização política do setor de telecomunicação

27/03 - Pesquisa Amcham: questão tributária, qualidade de serviços e formação de pessoal são prioridades em telecom

26/03 - Amcham-Brasil lança Programas de Conteúdo focados em nove temáticas essenciais ao setor privado

26/03 - Mercado imobiliário inova e busca mostrar credibilidade para conquistar classe C

26/03 - Incentivos fiscais são opção importante de investimento em responsabilidade social

registrado em: