Ex-secretário do MDIC, Abrão Árabe Neto assume vice-presidência executiva

publicado 25/04/2019 16h13, última modificação 03/05/2019 14h17
O executivo vai liderar as áreas de Relações Governamentais, Jurídico e Arbitragem
Abrão Miguel Árabe Neto, novo Vice-Presidente Executivo da Amcham Brasil.jpg

Abrão Miguel Árabe Neto, novo Vice-Presidente Executivo da Amcham Brasil

Para fortalecer as ações de parceria público e privada, garantindo competitividade e inserção global da economia brasileira, anunciamos a contratação de Abrão Miguel Árabe Neto, ex-Secretário de Comércio Exterior do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) - atualmente Ministério da Economia - entre 2016 e 2018.

Árabe Neto assume, a partir deste mês, a posição de Vice-Presidente Executivo das áreas de Relações Governamentais, Jurídico e do Centro de Arbitragem e Mediação.

Além de ex-secretário do MDIC, ele é doutor em Direito Internacional pela USP e mestre em Direito das Relações Econômicas Internacionais pela PUC-SP, além de Ph.D. e pesquisador visitante na Universidade de Georgetown, em Washington (DC). Na carreira pública, também foi servidor público federal, licenciado da carreira de Analista de Comércio Exterior, Secretário Substituto de Comércio Exterior e Diretor do Departamento de Negociações Internacionais da Secretaria de Comércio Exterior (Secex). Já atuou como advogado especialista em comércio internacional e como coordenador no Departamento de Comércio Exterior e Relações Internacionais da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Para a nossa CEO, Deborah Vieitas, “a contratação de Abrão Neto reforçará a atuação da Amcham, sobretudo em temas de comércio internacional, atração de investimentos estrangeiros, relação bilateral com os Estados Unidos, competitividade e economia digital, entre outras agendas. Ele traz para a entidade uma sólida combinação de excelência técnica e experiência prática nessas áreas”, comenta.

Fundada em 1919, somos hoje a maior Câmara Americana de Comércio fora dos EUA dentre as 115 existentes no mundo. Como entidade sem fins lucrativos, que representa mais de 5 mil empresas, de variados setores, acreditamos que um setor produtivo forte e moderno é fruto de uma saudável parceria público-privada, capaz de fazer o Brasil mais competitivo e integrado ao comércio global.