Persistir e usar as ferramentas digitais são ações importantes para o empreendimento

por gustavo_galvao — publicado 22/04/2013 09h18, última modificação 22/04/2013 09h18
São Paulo – Depois de várias iniciativas, empresário identificou uma oportunidade de negócios no Youtube
iv_enc_empreendedores_7913.jpg

Foi depois de muitos erros que a Bromélia Produções finalmente encontrou seu grande acerto. Por isso, persistir na experimentação dos projetos foi fundamental. “A gente faz, às vezes dá certo, outras vezes dá errado. Já errei bastante, fali algumas vezes, mas é tudo um aprendizado para trabalhar melhor”, contou Juliano Prado, sócio-diretor da produtora que criou a Galinha Pintadinha. A animação musical, que hoje é um grande fenômeno voltado para o público infantil, nasceu de um vídeo do Youtube e depois de 20 anos de experiência do empresário.

Durante o 4º Encontro de Empreendedores, realizado na Amcham - São Paulo nesta sexta-feira (19/04), ele contou que muitas ideias vieram antes da Galinha Pintadinha. Na maioria das vezes, utilizando os recursos da internet para elevar o alcance dos projetos. Um grande exemplo disso foi a Emotioncard, criada em 1998 com o objetivo inicial de desenvolver cartões virtuais animados para serem enviados por e-mail. “A ideia inicial era vender para empresas, mas as pessoas descobriram uma versão demo e começaram a divulgar”, contou. Para aproveitar esse efeito viral inesperado na internet, eles começaram a investir no portal, que teve milhões de acessos e possibilitou a criação de um departamento artístico de animação.

(Leia mais)

O site de cartões virtuais acabou se enfraquecendo com o surgimento de vírus em alguns cartões virtuais e o segredo foi não parar. “Neste período, eu comecei a empreender em série e abri quatro empresas”, lembrou Prado. Ele foi trabalhar com várias equipes formadas por amigos e estava estudando o mercado audiovisual, que entrou em queda no início da década de 90 e agora começava a se reerguer.

A ideia de sucesso

Uma das propostas do grupo com quem trabalhava era um produto audiovisual com músicas infantis presentes no cancioneiro popular, a Galinha Pintadinha. Após milhares de visualizações de um vídeo do Youtube, ele não teve medo de acreditar no projeto e pediu para o músico Marcos Luporini, colega e sócio da empresa, produzir outras 12 músicas para montar um DVD. “Não havia nenhum sinal além do Youtube, mas fizemos uma lojinha virtual no fundo da minha casa. Chegamos a vender mil DVDs e fazer um aplicativo de iPhone”, contou.

O alcance da divulgação da marca foi grande e chamou a atenção da Europa Filmes, que lançou no mercado o primeiro DVD. “Começamos a ver que as pessoas estavam gostando cada vez mais daquilo e descobrimos, então, que a Galinha Pintadinha era uma marca infantil”, disse Prado. O próximo passo foi buscar o licenciamento. Por meio de uma agência, eles conseguiram ter mais de 53 produtos ligados à marca.

A próxima meta da Bromélia Produções é expandir ainda mais, com a iniciativa de fazer um filme para cinema e levar o produto audiovisual para outros países. Um vídeo em espanhol já foi disponibilizado no Youtube para atrair a atenção dos estrangeiros e Juliano Prado garante que está começando a dar resultados.

E o segredo será investir, agora com mais recursos do que quando começou, no produto final. “É fácil ter a iniciativa, mas é difícil ter a área acabativa”, disse Juliano Prado. De acordo com ele, esse é o principal ponto a ser observado na hora de empreender. A ideia precisa ganhar vida e a principal dificuldade é encontrar uma forma de ter êxito no acabamento, pois é dessa forma que ele será vendido no mercado.

 

Leia também:

Das lavouras de café a uma das maiores empresas de TI do Brasil

Governança da empresa deve estar focada no intraempreendedorismo

75% dos empresários focam no mercado interno para expansão, mostra pesquisa da Amcham

registrado em: