Plano de exportações do governo será feito junto com setor privado, diz secretário do MDIC

publicado 26/03/2015 16h09, última modificação 26/03/2015 16h09
São Paulo – Ivan Ramalho comenta que associações de classe, inclusive a Amcham, já enviaram propostas
ivan-ramalho-3575.html

O secretário executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Ivan Ramalho, disse que o governo quer a colaboração do setor privado no novo Plano de Exportações. “Além da Amcham, consultamos um grande numero de associações de classe, e já recebemos formalmente muitas propostas para o desenvolvimento do plano”, afirmou o secretário, durante a cerimônia de posse do novo Conselho de Administração da Amcham, na quinta-feira (26/3).

Ramalho substituiu o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, que faria um pronunciamento na Amcham. A participação do ministro acabou se inviabilizando devido a um imprevisto em sua agenda.

O Plano Nacional de Exportações, que está previsto para março, reúne medidas de facilitação, promoção e inteligência comercial, além da desburocratização de financiamentos e despacho aduaneiro.

Na Amcham, o secretário do MDIC afirmou que as prioridades do governo são de atração de projetos na área industrial, e também de investidores externos. “Na próxima semana, a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Secretaria de Inovação do MDIC vão realizar um fórum para atrair investidores em Nova York”, adiantou Ramalho.

Além dos Estados Unidos, Ramalho disse que o governo vai visitar países considerados estratégicos para o comércio exterior no Brasil. “Alguns deles são da América do Sul, outros da Aliança do Pacífico (México, Chile, Colômbia e Peru). Mas também temos uma agenda ambiciosa com Europa, Ásia e outras regiões.”

O secretário reiterou a importância do comércio exterior para o Brasil, e solicitou apoio do setor privado. “As exportações são prioridade. Peço que a Amcham continue trabalhando conosco.”

registrado em: