Saber gastar é uma das chaves para conquistar riqueza, afirma Gustavo Cerbasi

por dirceu_neto — publicado 29/04/2013 11h20, última modificação 29/04/2013 11h20
Recife – O tipo de investimento deve acompanhar a disponibilidade de tempo de cada pessoa

Juntar dinheiro pode parecer o melhor caminho para alcançar a riqueza, porém, muitas vezes, saber gastar é mais importante. Gustavo Cerbasi, consultor especialista em Finanças Pessoais e autor de livros como “Casais Inteligentes Enriquecem Juntos”, afirma que investir é mais eficaz do que poupar.

“Quando se aprende a gastar com qualidade, alcançar a riqueza é mais fácil. O bom investidor é aquele que sabe gastar, não apenas aquele que sabe poupar”, disse Cerbasi durante palestra realizada na Amcham-Recife, em 25/04.

O perfil de investimento varia de acordo com cada pessoa e sua disponibilidade de tempo para se dedicar a administrá-lo. 

Cerbasi defende que os jovens, que geralmente se dividem entre estudos, trabalho e vida pessoal, apostem em investimentos mais seguros e estáveis a exemplo da previdência privada. “Vemos muitos jovens que se interessam pelo mercado de ações, que possui maior risco e complexidade, às vezes aplicando toda sua poupança nisso”, conta.

Pessoas mais maduras, que têm menos tempo para colher resultados e mais tempo para se envolver com os investimentos, podem se dedicar a entender o mercado em que aplicam dinheiro, aponta o consultor.

Orçamento fixo x flexível

Cerbasi indica que a rigidez no orçamento dificulta o planejamento para poupar e investir. Quando se assumem gastos fixos como prestações de carro, de viagem, mensalidade de escola e academia, juntar dinheiro é uma tarefa mais difícil.

Ter flexibilidade no orçamento é a maneira mais simples de se preparar para investir. “Imprevistos vão ocorrer e você não vai ter como manipular este gasto. Ter um custo de vida fixo mais baixo e ter gastos variáveis é a saída. Ao invés de pagar a mensalidade da academia você pode pagar a anuidade, isso diminuirá um dos custos fixos”, exemplificou Cerbasi.

Depois de balancear o orçamento, é preciso assumir o compromisso de poupar. “É onde a maioria dos brasileiros erra, na disciplina para investir”, destacou. 

Estabelecer metas para o quanto se pretende juntar, o montante que será alcançado e quanto será investido mensalmente, é essencial. “Os sonhos se realizam quando se para de sonhar e se começa a construir. Dê seriedade à construção de seus sonhos”, afirma.

Cerbasi defende que, após estabelecer o equilíbrio entre gastos fixos, variáveis e cumprir a meta de investimento, caso haja alguma renda extra, o ideal é gastá-la. 

“Se todas as suas contas estão balanceadas, se você já tem um padrão de investimento estabelecido, se já está construindo seus sonhos, gaste o dinheiro extra vier ocasionalmente”, disse.

 
registrado em: