Amcham articula com parceiros criação de novo voo entre Recife e EUA

por giovanna publicado 19/06/2012 15h33, última modificação 19/06/2012 15h33
Recife – Carta assinada por representantes de Governo de Pernambuco, Prefeitura de Recife e Consulado dos EUA será encaminhada a companhias aéreas.
foto_alberto_feitosa__carlos_braga__usha_pitts_e_julio_gil_freire.jpg

Amcham (Câmara Americana de Comércio), Governo de Pernambuco, Prefeitura de Recife e Consulado dos Estados Unidos no Recife se reuniram para apoiar o estabelecimento de uma nova frequência aérea ligando Recife e os EUA.  

“Estamos unindo esforços para mostrar às companhias aéreas que o empresariado e o governo reconhecem a oportunidade de ampliar os negócios entre o Nordeste e os EUA através da iniciativa. Para isso, redigimos em conjunto uma carta que será encaminhada às empresas de aviação, motivando a criação de um novo voo”, explicou Júlio Gil Freire, vice-presidente regional da Amcham-Recife, em encontro com entidades envolvidas na articulação realizada na segunda-feira (18/06).

Estiveram presentes Usha Pitts, cônsul dos EUA no Recife; Alberto Feitosa, secretário de Turismo de Pernambuco; e Carlos Braga, secretário de Turismo do Recife.

Braga avalia que a criação de uma nova frequência aérea representa oportunidades tanto para o mercado brasileiro quanto para o americano. “Áreas como o turismo de negócios e de saúde têm muito a ganhar”, destacou.

A carta

O documento em defesa do novo voo enfatiza os principais aspectos que favorecem sua implantação. “Pontos como a posição geográfica estratégica de Pernambuco no Nordeste e dados do crescimento econômicos da região estão destacados”, comenta Júlio Gil Freire.

A carta conta com as assinaturas de Thomas Shannon, embaixador dos EUA no Brasil; Eduardo Campos, governador de Pernambuco; João da Costa, prefeito do Recife; e Gabriel Rico, CEO da Amcham-Brasil. O documento foi rubricado também por Freire Gil, Feitosa e Braga.

O grupo também compilou informações econômicas de Pernambuco, números do turismo local, ocupação dos voos internacionais já existentes para o Recife e dados da emissão de vistos no Consulado dos EUA na cidade. O material será anexado à carta e seguirá para os representantes das companhias para embasar a demanda.

Companhias aéreas 

De acordo com Alberto Feitosa, secretário de Turismo de Pernambuco, as companhias aéreas autorizadas a operar entre Brasil e EUA serão procuradas para reuniões de apresentação do material.

“A articulação inicial será realizada junto à American Airlines, que hoje opera o único voo direto entre Recife e EUA e já possui uma ampla relação com o mercado pernambucano e as entidades locais do turismo”, afirmou.

Nova York

A cidade de Nova York é sugerida pelas instituições parceiras como destino prioritário para o novo voo. O entendimento é de que essa escolha significaria acesso rápido não apenas à maior cidade americana, mas a toda a porção norte do país, que engloba metrópoles como Chicago e Boston.

“Em outubro de 2011, durante missão de empreendedorismo realizada pela Amcham-Recife, constatamos que há o desejo de aproximação da cidade com o Nordeste brasileiro em busca de novos negócios”, reforçou Júlio Gil Freire.

registrado em: