Assessora de Hillary Clinton dialoga com o setor privado gaúcho sobre expectativas para a Copa de 2014

por andre_inohara — publicado 05/04/2012 14h50, última modificação 05/04/2012 14h50
Porto Alegre – Reta Jo Lewis enalteceu a boa relação entre Brasil e EUA e ressalta as oportunidades que a Copa trará aos gaúchos.
assessora_hillary.jpg

Os Estados Unidos têm experiência em sediar grandes eventos esportivos e querem ajudar as cidades-sede da Copa de 2014 no Brasil a aproveitarem o máximo de oportunidades que uma competição dessas traz consigo.

Como uma das cidades-sede, a capital gaúcha pode ver seu potencial turístico e empresarial aumentado durante e depois da competição, de acordo com Reta Jo Lewis, assessora sênior para projetos especiais da Secretaria de Estado dos EUA. A representante americana esteve na Amcham-Porto Alegre em 29/03 para dialogar sobre o potencial de negócios da Copa com os representantes do setor privado local.

No dia anterior (28/03), Reta Jo havia participado de um encontro com empresários na Amcham-São Paulo ao lado da secretária-adjunta do Departamento de Transportes dos Estados Unidos, Susan Kurland. Na capital paulista, a secretária manifestou a vontade do governo americano de ampliar o diálogo com o lado brasileiro a respeito de como as empresas dos EUA podem trabalhar em projetos de Parcerias Público-Privadas (PPP).

Veja aqui: Estados Unidos querem dialogar com governo brasileiro sobre parcerias em infraestrutura

Assessora direta da Secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, Reta Jo Lewis veio ao Brasil para atuar como interlocutora do governo americano junto às autoridades federais, estaduais e municipais brasileiras, com o objetivo de facilitar a formação de parcerias e intercâmbio entre os dois países no que se refere a grandes eventos esportivos.

Valorização da relação

Em debate com representantes do setor privado, a assessora disse que a Secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, está trabalhando para uma relação mais forte entre o Brasil e os Estados Unidos, e que parceria e cooperação são ações muito importantes para o sucesso do entendimento bilateral.

Ela  salientou que a relação com o Brasil é cada vez mais valorizada pelos EUA, e que os grandes eventos esportivos trazem grande visibilidade às cidades que os abrigam. 

Com um trabalho adequado de preparação, as cidades-sede receberão turistas que voltarão e falarão bem de sua estadia nos respectivos países de origem. Para isso, Reta enfatizou a necessidade de que toda a sociedade e governo se unam para preparar e divulgar a Copa em Porto Alegre.

A assessora se comprometeu a fomentar contatos comerciais entre os lados brasileiro e americano, e aproveitou para falar um pouco sobre como os grandes eventos esportivos funcionam nos Estados Unidos. Competições como o Superbowl e a corrida Indianápolis 500 geram alto retorno financeiro, e os EUA podem ajudar o Brasil reconhecer as diferentes oportunidades para ganhar dinheiro e ajudar a comunidade.

registrado em: