Skip to content. | Skip to navigation

Descubra como abrir uma empresa nos EUA e as vantagens disso

publicado 20/06/2022 15h15, última modificação 20/06/2022 15h15
Você sabe como abrir uma empresa nos EUA? Não? Então, veja este post agora mesmo e confira o passo a passo!
abrir empresa nos eua.jpeg

Você já pensou em internacionalizar o seu negócio? Os Estados Unidos contam com a maior economia do mundo e, por isso, são o principal destino de empresários que desejam expandir as operações para outros países.

Os benefícios de abrir empresa nos EUA são diversos, como a possibilidade de atuar em uma economia sólida e forte, bem como usufruir de uma cultura de negociações mais desburocratizada e contar com incentivos e apoio aos negócios.

Pensando em ajudar você a conhecer mais sobre o assunto, vamos apresentar, neste post, como abrir uma empresa nos EUA e alguns motivos pelos quais costuma ser uma boa aposta empreender no país. Continue a leitura e confira os detalhes!

Por que ser empreendedor no mercado norte-americano?

Para abrir uma empresa no mercado norte-americano — seja um e-commerce, uma organização de tecnologia, de serviços digitais, de limpeza, de construção etc. — os processos são parecidos e relativamente simples.

Mesmo as pessoas que não nasceram no país e contam com outras nacionalidades podem empreender e aproveitar as suas vantagens, basta ter um passaporte válido. Inclusive, expandir uma empresa para os Estados Unidos não exige gastos altíssimos, como muitas pessoas imaginam.

No entanto, como os Estados Unidos são uma República Federativa, os procedimentos para aberturas de empresas podem variar conforme o estado escolhido para fazer o registro da organização, uma vez que a legislação e os processos são estaduais.

Quais são as vantagens de abrir uma empresa nos Estados Unidos?

Existem diversas vantagens em abrir uma empresa nos Estados Unidos, afinal, isso quer dizer movimentar o capital financeiro em uma das moedas mais valorizadas do mercado financeiro e, ainda, ter a chance de fazer negócios em um ambiente aquecido economicamente.

Para ajudá-lo a entender mais sobre o tema, vamos apresentar, nos próximos tópicos, alguns dos benefícios que levam os empreendedores a abrirem empresas nos EUA!

Empresa inserida na maior economia do mundo

Atualmente, os EUA é a maior economia do mundo, com o maior Produto Interno Bruto (PIB) per capita. Essa economia estável atrai investidores e amplia o mercado. Além disso, o país também conta com regras mais simples e uma legislação bem-definida — diferentemente de alguns processos no Brasil que costumam ser mais burocráticos e morosos.

Mais credibilidade para a companhia

Os Estados Unidos são a primeira parada de internacionalização de qualquer negócio. Uma empresa localizada nos EUA ou que conta com filial ou franquia no país norte-americano costuma ter mais credibilidade e é vista pelos investidores e consumidores de outra maneira. Ou seja, contar com um endereço fora do país é capaz de alavancar um negócio.

Acesso a vantagens migratórias e legislação favorável

Sem dúvidas, uma das maiores vantagens de abrir uma empresa nos EUA são as leis do país. Os empreendedores têm como benefícios a legislação trabalhista mais favorável e a tributação menos burocrática — fatores que costumam facilitar a gestão da empresa.

Quais são as principais diferenças entre os dois países?

Abrir uma empresa fora do país, especialmente nos EUA, costuma ser um processo diferente do que estamos acostumados a enfrentar no Brasil. Para mostrar isso, aqui estão algumas das maiores particularidades e curiosidades:

- mesmo nos casos em que a empresa só tem sócios estrangeiros, a compra de equipamentos e o aluguel de imóveis é possível e não enfrenta processos burocráticos;
- na maioria dos estados dos EUA não é obrigatório determinar o ramo de atuação da companhia;
- para fazer o processo de abertura não é necessário nem obrigatório ter um sócio;
- nos EUA cada estado é independente e autônomo e, por essa razão, contam com regras e normas específicas que devem ser observadas.

Quais são os custos para abrir uma empresa nos EUA?

O investimento que é preciso fazer para abrir uma empresa nos EUA pode variar conforme o local da operação e o tipo de negócio. No entanto, em média, é fundamental ter de US$ 500,00 a US$ 2.000,00 para conseguir fazer esse tipo de operação.

Para ter certeza do valor, é imprescindível verificar as regras do estado que você deseja se inserir, pois elas mudam conforme a localidade.

Contudo, o valor é alterado para o empreendedor que pretende abrir uma empresa nos Estados Unidos para buscar moradia permanente no país. Nesse caso, o investimento é mais alto e corresponde a US$ 500.000,00 em áreas pré-estabelecidas pelos EUA ou um milhão de dólares em qualquer local.

Essa companhia também precisa gerar novos empregos em solo americano e por um período mínimo de 2 anos. Ao cumprir com esses requisitos, torna-se possível obter o visto EB-5 — que assegura moradia fixa e indeterminada no país.

Quais são os tipos de empresas mais lucrativas?

Da mesma forma que no Brasil existem diversas modalidades de empresas, como EIRELI, Sociedade Anônima (S.A) e LTDA., nos EUA há essa divisão, sendo importante analisar cada uma delas para saber qual dos tipos é mais vantajoso para o seu negócio.

Sole Proprietorship (SP)

As companhias abertas na modalidade Sole Proprietorship são aquelas que contam com um único proprietário, ou seja, não existem sócios. Nesse caso, não há uma separação clara entre proprietário e negócio.

Assim, o dono da empresa é responsável por todas as obrigações do negócio, inclusive do patrimônio, sem possibilidade de existir uma limitação.

General Partnerships (GP)

Já essa modalidade permite a inclusão de sócios, com divisão de responsabilidades e aporte financeiro. Além do General Partnerships, há mais tipos de parcerias, como a parceria limitada e Joint Ventures.

Na parceria limitada, há uma divisão expressa do percentual determinado entre os sócios — o que reflete nas decisões e no poder de voto de cada um. Já no Joint Ventures a parceria é total, mas somente em um projeto específico ou por um período de tempo determinado.

Corporations

Nesse caso, os investidores investem recursos como capital social da empresa, mas não determinam o percentual das ações para cada acionista e o lucro é distribuído entre todos depois de 1 ano. São as características dessa modalidade:

- transferência facilitada de porções da companhia;
- existência perpétua;
- responsabilidade limitada;
- os impostos são remetidos pela organização e são distintos dos donos;
- possibilidade de gerenciamento por uma pessoa que não seja o proprietário.

Ocorre que esse tipo societário tem desvantagens, como excesso de formalidade e a possibilidade de taxação dupla (tanto a empresa quanto os dividendos que são repassados aos sócios também estão sujeitos a tributação).

Limited Liability Companies (LLC)

Mais uma modalidade é a Companhia de Responsabilidade Limitada (LLC), uma maneira de organização de capital fechado em que os sócios contam com responsabilidade limitada.

Nessa categoria, há proteção do patrimônio dos sócios e, portanto, eles não respondem com seus bens próprios sobre empréstimos e prejuízos da empresa. Além disso, não é preciso pagar imposto no nível empresarial, isto é, os tributos são pagos pelos sócios na proporção dos lucros auferidos a cada ano pela companhia.

Limited Liability Partnerships (LLP)

Já a Parceria de Responsabilidade Limitada é uma das modalidades mais usadas pelos brasileiros que abrem empresas nos EUA. Nesse caso, existem regras especiais para estrangeiros que variam dependendo da lei estadual de cada local.

Como abrir uma empresa nos EUA?

É possível abrir uma empresa sem que seja necessário viajar para o país. No entanto, para não cometer nenhum equívoco no processo de abertura e pagamento de tributações, o mais indicado é ter o auxílio de uma assessoria especializada em ajudar empreendedores a atuarem nos Estados Unidos, uma vez que se trata de uma legislação distinta.

Para dar entrada ao processo, basta ter um passaporte brasileiro (não é necessário apresentar nenhum tipo de visto específico para abertura da empresa) e, obrigatoriamente, contar um endereço fixo comercial no estado americano em que você deseja abrir a empresa.

Para tanto, não é preciso morar nos EUA, pois é possível contratar um agente registrado (pessoa jurídica ou física que se torna responsável de maneira formal por receber correspondências jurídicas e estaduais da empresa).

Além disso, também é necessário ter uma conta bancária americana para conseguir fazer movimentações financeiras no país. São outros passos importantes selecionar o tipo de empresa que você vai abrir, considerando a modalidade que faz mais sentido para o seu negócio e definir o nome da companhia.

É indispensável, ainda, fazer o registro da sua empresa e solicitar a abertura do Federal Employer Number (EIN), que é como se fosse o CNPJ, no departamento do estado do endereço comercial da empresa no país.

Por fim, se a sua empresa for vender produtos nos EUA, é necessário emitir um certificado de Sales Tax, que permite o pagamento e a cobrança dos devidos impostos sobre cada venda.

É válido ressaltar que abrir uma empresa nos EUA não garante o direito à moradia no país, mas, em geral, costuma facilitar para quem pretende obter o visto, especialmente o de negócios.

Agora que você já sabe como abrir empresa nos EUA, se você deseja internacionalizar o seu negócio coloque em prática as nossas orientações, afinal, é possível fazer o processo sem complicações. Conforme observou ao longo do texto, o procedimento, na prática, é bem menos burocrático do que a maioria das pessoas imagina.

A Amcham Liga. Liga o Brasil aos Estados Unidos.

Somos a maior Câmara Americana, entre 117 existentes fora dos EUA. Nosso poder de liga vai além de assuntos bilaterais. Ligamos executivos e negócios em busca de conexão, conteúdo e apoio estratégico.

Conheça nosso poder de Liga no Brasil e nos Estados Unidos. A Amcham Liga. Se Liga!