Empresários iniciam negociações para futuros acordos, na missão de tecnologia verde nos EUA

publicado 22/11/2013 09h50, última modificação 22/11/2013 09h50
São Paulo – Comitiva se reuniu com setores público e privado, na cadeia que é referência mundial
verde-foto01.jpg-8064.html

Formada por cinco empresas e a Secretaria de Energia do governo paulista, a missão organizada pela Amcham para conhecer os elos da cadeia de produção de tecnologia verde nos Estados Unidos abriu conversas em diversas frentes sobre transferência de tecnologia, entre americanos e brasileiros.  Durante a visita, na última semana de outubro, eles tiveram encontros em Washington, São Francisco e Portland, considerada a cidade mais verde dos EUA, onde a abordagem sustentável é questão de política pública.

“Sustentabilidade é uma necessidade mundial, e os EUA têm soluções que viraram referência para empresas de todo o mundo”, comenta Camila Moura, gerente de Comércio Exterior da Amcham. A missão brasileira visitou empresas como Google e Cisco, que apresentaram suas soluções de gestão em sustentabilidade e projetos de tecnologia verde realizados em escala, como as usinas de energia solar que abastecem portos e outras corporações em Portland.

“Foi uma oportunidade de reconhecer a distância que nos separa do que melhor se faz no mundo em sustentabilidade, e aprender a encurtar os caminhos para chegarmos rapidamente ao mesmo patamar”, avalia Milton Flávio Lautenschläger, subsecretário de Energia de São Paulo. A variedade das iniciativas chamou a atenção dos brasileiros. "É fantástico presenciar o estado da arte em termos de energia limpa e como essas tecnologias estão beneficiando a qualidade de vida da população e garantindo um ambiente sustentável para as próximas gerações”, declara Mauri Seiji Ono, vice-presidente corporativo de estratégia da Algar.

A agenda incluiu reuniões com entidades que promovem o uso de energias renováveis, como o ACORE (American Council On Renewable Energy).

“Tivemos a possibilidade de ver práticas de tecnologia verde em edifícios e cidades, além dos pontos-de-vista de municípios e estados quanto ao assunto”, diz Marcus Vinicius Granadeiro Corrêa, diretor da Construtivo.

Além de Milton Flávio, Siji Ono e Corrêa, participaram da missão de green technology Fabiano Rangel, gerente corporativo de Sustentabilidade da Leão Alimentos e Bebidas; Gustavo Malagoli Buiatti, sócio da Algar; Camila Bonfim Reis, gerente tributário da WTS do Brasil; e Felipe Burman Nicolau, diretor comercial da Lealtini Inovações Industriais.

registrado em: