Missão de TI nos EUA se traduz em possibilidades de negócios, dizem empresários brasileiros

publicado 29/09/2015 15h47, última modificação 29/09/2015 15h47
São Paulo – Agenda em São Francisco, Washington e Nova Iorque enfatizou e-commerce e segurança cibernética
possibilidades-foto01.jpg-8115.html

Com informações tecnológicas de ponta e contatos com grandes empresas globais, os empresários que participaram da Missão Comercial de TI da Amcham nos EUA, de 12 a 19 de setembro, trouxeram na bagagem novas oportunidades de negócios. A agenda enfatizou soluções e tendências em segurança cibernética e e-commerce, em encontros em São Francisco, Washington e Nova Iorque.

“Trouxe um grande leque de informações que podem atender à empresa, pois estão bem alinhadas com nossa estratégia de negocio”, conta Leonardo Nakahara, gerente de Tecnologia e Inovação da PMGT. A programação permitiu tanto conhecer novas soluções quanto conhecer eventuais futuros parceiros. “Fui pesquisar e prospectar”, acrescenta.

Quem já se sente veterano em missões e já atua o mercado internacional também concluiu a agenda com gosto de surpresa. “Mesmo tendo sido minha quarta missão com a Amcham, trouxe novidades que podem se traduzir em negócios”, relata Werter Padilha, CEO da Sawluz, empresa brasileira com filial na Florida.

Além da Sawluz (SP) e da PMGT (CE), participaram da missão as empresas Log-Ing (RS); Mercado na Rede (DF); Telgo (GO); WSU Tech (PR); e Concept Blindagens (SP).

Padilha e Nakahara destacam a programação voltada para cyber segurança, com grandes tendências. “Há uma demanda crescente, não apenas de segurança reativa, mas de soluções proativas para impedir, entre ouras coisas, vazamentos de informações”, detalha Nakahara.

Esse segmento “é o futuro” em TI, acredita Padilha. “Quando você vê as grandes companhias focando nisso ou universidades como a Johns Hopkins realizando cursos específicos, vê que todo mundo está preocupado com isso”, comenta, acrescentando que há demanda de profissionais nessa área.

Para Padilha, os resultados posteriores à missão dependem do executivo que participou. “A transformação (das informações) em negócios depende de cada executivo que foi. É por isso que vou a essas missões”, confessa.

Missão de TI

A agenda da Missão Comercial de TI focou em networking com key-players do segmento, numa programação com as principais soluções e tendências em e-commerce e segurança cibernética.

Um dos destaques foi o Cyber Security Summit 2015, em Nova Iorque, um dos maiores eventos do mundo dedicados à tecnologia da segurança. A programação reuniu líderes de grandes corporações de TI e da segurança cibernética do governo americano. Na cidade, o grupo também fez reuniões na IBM.

A delegação teve encontros de negócios na embaixada brasileira em Washington, onde também visitaram a Johns Hopkins University e o jornal The Washington Post. Em São Francisco, aconteceram reuniões na sede do Google, Microsoft, McAfee (Intel Security Group), Paypal e Check Point.

As missões comerciais da Amcham são tradicionais na agenda de comércio exterior e internacionalização de empresas, especialmente entre Brasil e Estados Unidos. Além da capacitação dos participantes por meio dos cases mais inovadores em áreas específicas, promovem interação entre empresários, pesquisadores e investidores dos dois países.

registrado em: