Antes de votar para Presidente, reveja o que os candidatos disseram na Amcham

publicado 03/10/2018 16h09, última modificação 04/10/2018 21h47
São Paulo – Presidenciáveis abordaram ajuste fiscal e previdenciário, diminuição do Estado e eficiência na gestão

A poucos dias do 1º turno das Eleições 2018, a Amcham reúne os principais momentos dos debates com os candidatos na série “Seu País, Sua Decisão” – Presidenciáveis 2018. Entre março e julho, Geraldo Alckmin (PSDB), Álvaro Dias (Podemos), João Amôedo (Novo), Henrique Meirelles (MDB) e Ciro Gomes (PDT) apresentaram seus planos de governo e responderam aos questionamentos do empresariado. Reveja os encontros:

Geraldo Alckmin

“Governo não cria emprego. Quem cria emprego são os empreendedores. Temos que trabalhar 24 horas para estimular a atividade e a cultura empreendedora”.

 

Álvaro Dias

“Uma só reforma é insuficiente. Mas, em relação ao desenvolvimento econômico, certamente a reforma tributária seria a essencial”.

 

 João Amôedo

“O Estado é mau empresário. Ele não consegue dar conta da segurança e da educação básica. Não tem por que administrar instituição financeira, posto de gasolina, explorar petróleo e correios”.

  

Henrique Meirelles

“Hoje, temos um governo que tem que dar cada vez mais prioridade à competência e gestão. Fizemos isso no Banco Central e Ministério da Fazenda. É possível entregar melhores serviços”.

 

Ciro Gomes

“O sistema tributário brasileiro precisa ser reformado, e uma das razões é a simplificação na gestão para impedir as brechas de elisão e evasão fiscal”.

 

Presidenciáveis Amcham Brasil

Como parte do esforço de melhorar o ambiente de negócios no país, a Amcham-Brasil convidou os principais pré-candidatos à Presidência da República para debater seus programas de governo com o empresariado na série ‘Seu País, Sua Decisão’. A Amcham-Brasil é apartidária e democrática, e reúne 5 mil empresas associadas, sendo 85% de origem nacional.

Os encontros, realizados na Amcham - São Paulo, envolveram público de cerca de 1,5 mil executivos presencialmente e mais de 70 mil espectadores digitais, no Brasil e EUA via transmissões ao vivo. A ordem de realização seguiu a disponibilidade de agenda de campanha dos candidatos, sendo todos os principais Presidenciáveis convidados a participar da série. 

Cada candidato recebeu as propostas de competitividade da Amcham para um Brasil +Competitivo, baseado em quatro pilares: segurança jurídica e atração de investimentos, modernização do sistema tributário, integração do Brasil nas cadeias globais de valor e melhoria da relação bilateral Brasil-EUA. Confira abaixo a agenda propositiva: