Especialistas indicam ferramentas para alavancar a produtividade em pequenas empresas

publicado 15/03/2017 14h54, última modificação 15/03/2017 14h54
São Paulo - Ernst Young e ClearSale deram dicas para fortalecer e reposicionar marcas em 2017
alavancar-pic01.jpg-9896.html

Como pequenas empresas podem alavancar sua produtividade em 2017? Para João Pissuto, sócio da Ernst Young, as novas tecnologias podem ajudar ao oferecer soluções que não custam caro, aumentando volume de vendas e fortalecendo a presença da marca. “Existem inovações que já estão prontas ou quase prontas e que podemos tirar proveito. Precisamos ter a capacidade de abrir um pouco mais nosso horizonte”, declarou, durante o Ciclo Produtividade para Pequenas Empresas na Amcham - São Paulo, que aconteceu no dia 10/03.

O especialista compartilhou dois exemplos para ilustrar como o melhor uso de canais digitais pode ajudar nesse processo, principalmente na construção de uma imagem para o cliente. Uma empresa que tinha queda de 4% ao ano nas vendas, através do reposicionamento de marca no Facebook, conseguiu reverter a situação. Mudando o posicionamento na rede, em 42 dias, a página da organização passou de 11 mil para 300 mil seguidores. “Se você não entende o que é o Facebook, você tem que fazer diferente. Esse é o maior canal para geração de leads e para testes de tendência. É o poder das redes na construção da imagem da marca”, explica Pissuto.

Um dos erros das organizações é não medir os resultados de campanhas nessa plataforma: essa atitude pode fazer a diferença para conquistar mais seguidores e transformar essa movimentação em vendas. Pissuto ainda alerta: “Essa rede é poderosa. É preciso tomar cuidado: pode formar marcas e destruir marcas também”.

Outra ferramenta de baixo custo é o WhatsApp. Pissuto apresentou o dado que cerca de 70% das pessoas verifica o aplicativo ao menos uma vez por dia. Por ser uma aplicação simples, que faz parte do cotidiano, se usado corretamente, permite uma segmentação de clientes que pode ser interessante. É preciso tomar cuidado para usar a ferramenta de forma inteligente. “Proibido mensagens estranhas ou mensagem de conteúdo irrelevante, ou você perde o cliente com a mesma rapidez que conquistou”, frisou. Caso contrário, o efeito pode ser justamente o contrário. Antes de decidir em qual mídia ou rede social a empresa deve estar presente, é necessário identificar onde o público alvo está.

Pedro Chiamulera, CEO e Fundador da ClearSale, apontou que há várias ferramentas gratuitas para ajudar no CRM (Customer Relationship Management ou Gestão de Relacionamento com o Cliente) de cada organização, de acordo com as necessidades particulares de cada negócio - e a maioria é gratuita.

O CEO ainda apontou a relação da inovação com o relacionamento entre pessoas, dentro e fora da organização. “A inovação está dentro de casa, tem que começar com as pessoas. Não é na crise que você vai inovar. Precisamos mudar a cultura, dar voz ativa às pessoas, escutar e estar aberto a isso. Ter essa melhor liberdade é o caminho”, aconselhou.