Estagiários da Amcham desenvolvem propostas para aperfeiçoar infraestrutura do País

por giovanna publicado 22/11/2010 16h11, última modificação 22/11/2010 16h11
São Paulo – Projeto que teve apoio da consultoria Booz & Co e contemplou setores de energia, logística e telecomunicações.

Dez estagiários da Amcham, participantes do Internship Program da entidade, desenvolveram propostas para melhorar a infraestrutura do País, considerada hoje um dos principais gargalos à maior competitividade brasileira. O projeto foi realizado com apoio da consultoria Booz & Co.

Os jovens profissionais atuam na sede da Amcham em São Paulo e foram divididos em três grupos para promover estudos sobre os setores de energia, logística e telecomunicações. Instruídos por consultores, realizaram entrevistas e pesquisas por telefone e in loco envolvendo grandes companhias como GE Energy (energia), CCR (logística) e Telefônica (teles), entre outras.

“Os resultados foram muito satisfatórios. Ao longo de três meses, focados nesse trabalho, nossos estagiários puderam desenvolver habilidades importantes para a atuação na área corporativa, como visão sistêmica, organização e conhecimento sobre a dinâmica de segmentos do mercado”, destacou Carlos Eduardo Arantes de Barros, gerente de Membership e coordenador do projeto, durante o evento de apresentação das propostas na sexta-feira (19/11).

“Foi muito importante a convivência com os consultores da Booz & Co, especializada em alta gestão. Eles nos ensinaram a conhecer melhor os mercados, através de uma metodologia profisionalizada e testada. Fizemos levantamentos sobre os principais problemas, conversamos com alguns players e, por fim, apontamos possíveis soluções para infraestrutura sob o ponto de vista do setor privado”, acrescentou o estagiário Victor Macedo Ventura, que cursa o terceiro ano de Propaganda e Marketing na Universidade Mackenzie.

Desde 2007, a Booz & Co tem sido parceira da Amcham no desenvolvimento de programas de estágio da entidade. “Sempre abordamos temas diferentes. Desta vez, fizemos a conexão com as atividades desenvolvidas pela Amcham dentro do projeto “Competitividade Brasil – Custos de Transação”, que contou com uma série de seminários ao longo do ano”, explicou Nelson Gramacho, consultor sênior da Booz & Co que atuou na coordenação.

Linhas gerais das propostas

De acordo com Gramacho, dentre alguns pontos comuns identificados pelos estagiários, está a necessidade de o governo ter uma atuação mais efetiva para acelerar e desenvolvimento, aproveitando uma importante janela de oportunidade para o País.

Outro aspecto destacado foi o desenvolvimento de regras claras, sinalizando um ambiente seguro aos investimentos. “É preciso um ambiente regulatório claro e duradouro para que os investidores saibam que conseguirão recuperar os aportes ao longo dos anos.”

Os licenciamentos ambientais, na avaliação dos estagiários, devem ser agilizados, sem perder a qualidade, mas proporcionado o andamento adequado de obras importantes.

O conteúdo dos projetos será disponibilizado na íntegra aos associados da Amcham no Inside Information, um produto de divulgação eletrônica da entidade que compila informações estratégicas e privilegiadas.