Hub Latam: vantagens e desvantagens competitivas do Recife são tema de evento da Amcham

publicado 30/10/2015 12h18, última modificação 30/10/2015 12h18
Recife - Recife, Fortaleza e Natal disputam o novo centro de operações da companhia aérea fruto da fusão da Tam e LAN
aeroporto-internacional-guararapes-em-recife-945.html

 

A implantação do Hub da Latam é um investimento ferozmente disputado por Recife, Fortaleza e Natal. Mas quais as principais vantagens que a capital pernambucana teria frente às concorrentes? E quais as desvantagens? Para responder essas perguntas e discutir os possíveis impactos da instalação do hub em Pernambuco, a Amcham Recife promove no próximo dia 5/11, das 8h às 11h, o evento “Hub Latam: Impactos e oportunidades para Pernambuco”. 

O evento, que acontece no Amcham Business Center, no Pina, vai contar com a participação do professor Maurício Pina, do departamento de engenharia da UFPE, o qual irá destacar as vantagens do Recife em comparação com os concorrentes. Participará também o consultor Marcílio Cunha, especialista em logística e conselheiro do GELPE (Grupo de Estudo da Logística de Pernambuco), que avaliará os entraves para que o Recife receba o hub. 

 Pina, que tem estudado a fundo a estrutura de Fortaleza e Natal para receber o hub, fará uma análise comparativa entre as cidades, destacando porque o Recife, na sua visão, dispara como favorito em relação aos critérios técnicos. “O aeroporto do Recife já foi eleito como o melhor do País pela Secretaria de Aviação Civil e é o único no Brasil que possui conexão com metrô”, diz o especialista. Ele comenta ainda que o Recife tem o aeroporto que demandaria menos investimentos em relação às cidades concorrentes.

O professor questiona também algumas supostas vantagens de outras capitais, como Natal, a qual sairia na frente por conta da Refinaria Potiguar Clara Camarão, que produz querosene de aviação. “Não há comprovação de que os custos do querosene fossem ser mais caros nas outras capitais. Além do que, há a possibilidade da Petrobrás construir dutos para trazer querosene ao Recife, no case de o hub ser instalado aqui.”

Já Marcílio Cunha falará por que, a seu ver, Recife não tem condições de receber o investimento. Inscrições podem ser feitas pelo site da Amcham ou pelo (81) 3205-1865.