Logística: comitê aborda conceitos e qualidade na cadeia de suprimentos

publicado 03/10/2014 12h04, última modificação 03/10/2014 12h04
Recife - Qualidade total da cadeia de suprimentos exige envolvimento dos colaboradores, não só nos processos internos, como no encantamento do cliente
divulgacao

Para abordar a qualidade e custos na cadeia de suprimentos, o comitê de logística realizado na Amcham-Recife em 08/09, recebeu Roberto Coimbra, gerente de projetos no Hospital Santa Joana (confira aqui a apresentação completa).

Abrindo o quadro, Coimbra apresentou o conceito de logística e qualidade na cadeia de suprimentos. Na sequência, expôs os cases das empresas que deram certo no segmento logístico no país como, por exemplo, Gerdau, Baterias Moura e Grupo Cornélio Brennand.

“A dificuldade do transporte nas rodovias brasileiras é enorme, uma carga que deveria chegar em quatro dias, chega em onze dias, a exemplo do trajeto Recife-Maranhão. O prazo de entrega das mercadorias afeta diretamente no estoque das empresas”, ressalta o palestrante.  

Em sua observação sobre os desafios de logística em Pernambuco, no cenário de 2001, Coimbra é enfatico: quase nada mudou. Muitos dos desafios persistem no Estado, principalmente, no quesito mobilidade urbana. Um sinal alarmante para a ausência de planejamento.

Para finalizar, o palestrante citou a qualidade total da cadeia de suprimentos. “Só podemos alcançar a excelência quando há envolvimento de todos os colaboradores das empresas. Além disso, precisamos não só atender às expectativas como, principalmente, encantar o cliente”.

A seguir, a íntegra da apresentação de Roberto Coimbra, gerente de projetos no Hospital Santa Joana, no comitê de logística realizado na Amcham-Recife, em 08/09: