Material anti-pirataria da Amcham recebe apoio do Ministério da Justiça

publicado 01/10/2014 12h09, última modificação 01/10/2014 12h09
São Paulo – Conselho de combate à pirataria do MJ aprova cartilha sobre identificação de medicamentos falsos
premio-cncp-6702.html

O Conselho Nacional de Combate à Pirataria (CNCP), órgão ligado ao Ministério da Justiça, elogia a iniciativa de distribuir nas farmácias e drogarias brasileiras o material que a Amcham fez sobre o risco de consumo de medicamentos falsificados. Michelle Tchernobilsky, diretora de relações governamentais da Amcham, disse que o CNCP considerou a Cartilha de Combate à Falsificação de Medicamentos da Amcham uma importante ferramenta de informação para a população. O CNCP é formado por entidades públicas e privadas, que atuam em conjunto para cumprir ações governamentais de prevenção e combate à pirataria.

A Cartilha de Combate à Falsificação de Medicamentos foi desenvolvida em 2013 pela Amcham, e contém uma série de informações para a população, sobre os riscos que os medicamentos falsificados podem trazer para a saúde. A distribuição será feita através de entidades ligadas às empresas que participam do Grupo de Combate à Pirataria em Saúde da Amcham.

O guia também alerta para os crimes relacionados à prática da falsificação, como o contrabando e o descaminho, além de mecanismos para identificar um medicamento verdadeiro, e foi elaborado pelo Grupo de Combate à Pirataria em Saúde da Amcham. Formado por empresas de diversos setores e que são alvo de falsificações, o comitê elabora e desenvolve estratégias e ações de combate à falsificação de medicamentos e produtos para saúde.

Veja abaixo a cartilha: