Pesquisa da Amcham sinaliza tendência de aumento da terceirização de processos financeiros

por giovanna publicado 13/10/2011 15h07, última modificação 13/10/2011 15h07
São Paulo - 65% dos executivos consultados percebem esse movimento nos últimos anos e em 2011. Outros 24% apostam que ocorrerá em até três anos.

A terceirização de processos da área financeira ganhou maior espaço no País, indica levantamento da Amcham. Uma fatia de 65% dos consultados pela entidade vê importante aceleração desse movimento nos últimos anos e em 2011. Outros 24% apostam em intensificação a médio prazo (até três anos).

Para as companhias, os objetivos principais no outsourcing de atividades financeiras passam por melhoria de processos e ganho de competitividade, ao permitir o foco no core business (59%); redução de custos (21%); e obtenção de apoio especializado para enfrentar a complexidade fiscal e contábil (12%).

Os executivos enxergam oportunidades terceirização nas seguintes áreas: apuração de impostos e obrigações fiscais (44%); tesouraria, contas a receber e folha de pagamento (38%); e demonstrativos contábeis e relatórios gerenciais (26%). Para 32%, a terceirização pode abranger todos os segmentos financeiros.

Por outro lado, fica clara na pesquisa uma percepção de que há obstáculos e receios relevantes que ainda limitam maior adesão das empresas a esse tipo de outsourcing: compartilhar dados (52%); perder o controle da atividade (26%); depender de fornecedores (21%); e ainda não enxergar benefício na terceirização (15%). Aí estão possíveis explicações para o fato de que nas empresas de 71% dos entrevistados ainda não ocorreu esse outsourcing – sendo que 15% pretendem concretizá-lo até 2012.

Para a sondagem, a Amcham ouviu 34 gestores e diretores financeiros que participaram do comitê de Finanças, em São Paulo, no dia 15/07.