Terceira maior economia do país, Minas Gerais contribuiu com 13.81% das exportações, em 2013, aponta INDI

publicado 16/04/2014 17h12, última modificação 16/04/2014 17h12
Belo Horizonte – Agência de promoção do Estado, INDI atraiu R$182 bilhões em investimentos, entre 2003 e 2013
indi-1394.html

Estrategicamente localizado no centro econômico do Brasil, o Estado de Minas Gerais reúne não só dimensões territoriais de países europeus (França e Espanha), como também concentra indicadores grandiosos.  Segundo maior exportador nacional (US$ 33,44 bilhões, em 2013), e terceiro na contribuição do Produto Interno Bruto- PIB (US$ 205,9 bilhões, em 2011), o Estado apresentou crescimento de 2.3%, em 2012.

Para traçar o panorama financeiro e o crescimento empresarial da região, o comitê aberto de Economia e Finanças, realizado na Amcham-BH , em (10/04),  recebeu Aguinaldo Nogueira, gerente de informação e comunicação  do Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais- INDI (confira aqui a apresentação completa).

Responsável por promover o desenvolvimento sustentável do Estado, o INDI atraiu, entre 2003 e 2013, R$ 182 bilhões em investimentos. “Além da gestão eficaz, e crescimento econômico acima da média nacional, contamos com avanços em diversos setores ligados à infraestrutura”, ressalta Nogueira.

Algo que, segundo o palestrante, justifica o aumento da nota de Minas Gerais, pela agência Standard & Poor’s, em 2012, para “grau de investimento”.

A seguir, a íntegra da apresentação de Aguinaldo Nogueira, do INDI, no comitê aberto de Economia e Finanças, realizado na Amcham-BH , em 10/04: