Skip to content. | Skip to navigation

Conheça as tendências de inovação para 2022

publicado 28/10/2021 16h16, última modificação 15/12/2021 16h29
O seu negócio já está preparado para o futuro? 2022 está aí! Por isso, conheça as tendências de inovação e não fique para trás!
tendencias de inovacao.jpeg

Ideias não param! E o mercado vive em constante evolução e para que as empresas se mantenham competitivas, precisam seguir as tendências em negócios e tecnologia. As inovações para 2022 já podem ser conhecidas, bem como as possíveis estratégias para implementá-las.

Para isso, conversamos com o Diretor de Inovação & Novos Negócios da Amcham Brasil, Marcelo Borges Rodrigues, que analisou o cenário atual e pontuou quais rumos devem ser tomados pelas empresas que desejam crescer.

Implementar as novidades com precisão e eficiência é o que aprendemos com ele. Acompanhe!

Tendências em inovação para 2022

De acordo com Marcelo, inovação é geração de valor para o cliente: “Através da correta compreensão de qual o job to be done, oportunidades de negócios surgem e inovações criam as alternativas de crescimento, novos produtos e novos modelos de negócios que serão o futuro das empresas”, diz ele, revelando que o segredo é entender o que é inovação hoje, e em que ela pode ser aplicada amanhã.

Visando facilitar a conexão entre empresas e as tendências de negócios e inovações para 2022, Marcelo Borges e o time do Amcham Arena selecionou as melhores inovações de startups de segmentos estratégicos em 2022. Uma lista em movimento, já que a Amcham constantemente tem mapeado startups de diversos segmentos:

Melhores Startups do Agro

Melhores Startups da Educação

Melhores Startups ESG

Melhores Startups de Finanças

Melhores Startups da Indústria

Melhores Startups de RH

Melhores Startups de Saúde

Melhores Startups de Serviços

Melhores Startups de Smart Cities

Melhores Startups de Varejo

Soluções vinculadas a ESG

No passado, o futuro era descrito como um ambiente altamente tecnológico, onde a população andaria em carros voadores e substituiria colaboradores por robôs. Na antiga série infantil Os Jetsons não havia espaço para o verde.

O amanhã chega na contramão. Empresas realmente estão abraçando as causas de proteção do meio-ambiente e a preservação do planeta é uma preocupação legítima — tão legítima que há índices para avaliar os impactos de suas operações.

A sigla ESG, atribuída Enviromental, Social and Governance (Meio Ambiente, Social e Governança), representa o efeito das empresas nesses três eixos de sustentabilidade. Investidores têm interesse nesse resultado e direcionam o seu budget para aquelas que detêm as melhores práticas. Portanto, investir em soluções vinculadas a ESG é uma tendência para 2022. 

Gamificação

Em 2021, a Amcham apresentou 4 pilares para a atuação profissional como uma das tendências para o ano:

  • adaptabilidade;
  • comunicação;
  • criatividade;
  • liderança.

Essas habilidades funcionaram como um gancho para a gamificação, estratégia lúdica que utiliza de técnicas de jogo — como placar, recompensas e objetivos a serem atingidos — para estimular atividades corporativas.

A gamificação é uma solução criativa para desenvolver líderes, promover a comunicação eficaz e contribuir com a adaptação e resiliência de colaboradores de uma empresa. Além disso, funciona como atrativo para clientes.

Quanto mais fora da caixinha forem as ações, maiores são as chances de despertar a atenção de clientes, investidores, talentos do mercado e até mesmo da mídia. Um investimento que vale muito a pena.

Internacionalização de negócios

Internacionalização de negócios nada mais é que a expansão de uma empresa para o exterior, processo que pode ocorrer das mais diferentes formas:

  • abrir uma unidade no exterior;
  • enviar profissionais para prestar consultoria para estrangeiros;
  • exportar um produto para outro país;
  • outras ações que não sejam em solo brasileiro.

Quando uma empresa chega a outro país, significa que ela cresceu, e esse crescimento pode ser muito bem planejado e estruturado com o apoio das redes de inovação.

Fintechização dos negócios

Desapegue da ideia de que as fintechs estão reduzidas aos bancos sem agência física. Esse conceito já caiu por terra há algum tempo, pois, incluir serviços financeiros nas operações da sua empresa já se transformou em uma tendência de negócios.

Carteiras digitais específicas para serem usadas em aplicativos, como o 99pay, é um exemplo de como fintechizar negócios. A estratégia exige parcerias valiosas, sendo fundamental para manter a competitividade.

Novidades da Amcham para seguir tendências de negócios

Para Marcelo, participar de redes de inovação é a melhor forma de garantir que a empresa evolua junto às tendências em inovações para o mercado. Assim, o Diretor explica: “A inovação aberta é a forma da empresa acelerar seu negócio, com a contribuição de diferentes percepções, internas e externas, sobre os desafios e oportunidades de modelos de negócios. Ajuda na velocidade e na qualidade final do projeto, com maior interação no processo”.

Ele, então, revela que a melhor forma de se chegar a esse resultado é participando de redes de inovação: “É preciso entender a importância da força gravitacional do ecossistema de inovação e que através da participação de plataformas como o Amcham Lab, há uma aceleração maior do que se a inovação for fechada e solitária”.

A Amcham acredita na importância das conexões há mais de 100 anos, e construiu um mecanismo por meio do Amcham Lab que facilita em escala nacional a conexão entre empresas investidoras e as startups.

“Empresas investidoras ajudam conectar e acelerar seu negócio, com executivos preparados e inseridos na cultura e mentalidade do mundo da inovação ao mesmo tempo que conecta as startups e oportunidades com grandes corporações, com recursos que eles não tem, sejam financeiros, humanos ou de acesso” pontua.

Dicas para implementar as inovações já em 2022

Marcelo traz uma valiosa dica para que a empresa consiga se organizar para a inovação, que é o de dividir o seu planejamento em 3 horizontes: H1, H2,e H3.

Segundo o Diretor, H1 são melhorias a serem realizadas em curto prazo: “Melhorias atuais em processos e produtos que estão vigentes nos negócios e visam criar valor no curto prazo. Um bom exemplo disso é a digitalização que muitas empresas estão implementando há algum tempo”.

Depois, destaca a ampliação do core business como o H2 e a criação de novos mercados como os objetivos a longo prazo, pertencente ao H3: “A médio prazo, as empresas devem identificar negócios a acoplar a estrutura, novas derivações de produtos, transformar produtos caros em serviços recorrentes. Entram como os processos de longo prazo fazer a disrupção da própria atividade, ou até reconstrução do core business em sintonia com aquilo que Clayton Christensen chama de ‘skate to where the money is’”.

Para todas essas etapas, as empresas preocupadas em seguir as tendências de negócios podem contar com o Amcham Lab como o apoio que precisam para encontrar as soluções de inovação para cada momento de sua estratégia.

E, então? Já parou para refletir se a sua empresa vai aderir às inovações para 2022 e implementar essas ideias?

Deixe o seu contato em nossa página e utilize nossa rede para fazer conexões valiosas.

registrado em: ,