Entenda a importância da imagem da marca e o papel do CEO

publicado 14/12/2021 18h04, última modificação 15/12/2021 10h43
Entenda como o CEO é relevante para a construção da percepção positiva sobre uma empresa!
importância da imagem da marca.jpeg

A imagem da marca é a representação que uma empresa tem diante do seu público, investidores, fornecedores e parceiros. Ela é parte fundamental dentro de uma estratégia de marketing, pois tem o poder de influenciar o comportamento dos consumidores.

Quanto mais forte e bem posicionada é uma marca, maior é o valor percebido sobre ela pelo cliente. Logo, ela passa a ser mais confiável e mais desejada pelos consumidores. O que muita gente não sabe é que existe um profissional que pode fazer toda diferença quando o assunto é marca: o CEO.

Portanto, se você quer saber mais sobre esse assunto e entender como funciona esse processo, fique conosco até o final do post. Boa leitura!

 

O que é imagem da marca?

A marca também pode ser entendida como a imagem ou a reputação que uma empresa tem no mercado. Ela é composta pelo conjunto de percepções que o público tem sobre a sua organização. Então, quanto mais alinhada a companhia estiver aos valores dos clientes, maior será a identificação deles com ela.

Quando uma nova marca surge, ela precisa apresentar a sua identidade ao mercado, o que, às vezes, significa comunicar sua missão, visão e valores. Mas, com o tempo, o real desafio é transmitir esses princípios em ações consolidadas no dia a dia.

Ao interagir com os produtos e serviços da marca, os clientes precisam perceber que aquilo que ela comunica é verdadeiro, e não apenas um discurso. Para isso, é fundamental realizar um trabalho consistente, contando com talentos e profissionais que vistam a camiseta e reforcem essa imagem.

 

Por que a imagem da marca é importante para a empresa?

A marca é algo que apresenta um nome sem que ninguém precise dizer absolutamente nada sobre ele. Quando alguém fala na Coca-Cola, por exemplo, você sabe o que é, sua qualidade e confiabilidade, sem que ninguém precise reafirmar isso para você.

O mesmo acontece com os grandes nomes profissionais do mercado, os investidores mais reconhecidos, os CEOs de grande sucesso, os empreendedores que transformaram os rumos do mercado e assim por diante. Portanto, a marca é uma assinatura. Porém, ela é frágil e está constantemente exposta a riscos.

É por isso que qualquer erro de gerenciamento pode prejudicar a sua reputação, causando prejuízos expressivos para a empresa. Em alguns casos, a situação pode ser irreversível.

Por outro lado, quando bem trabalhada, a marca pode ser reforçada, inclusive com a ajuda de CEOs, dos clientes internos e do público consumidor. E isso pode ser um fator determinante para o sucesso de uma companhia.

 

Como construir uma boa imagem da marca?

Não se esqueça que a imagem de uma marca é o que ilustra um negócio para as pessoas e por isso ela deve ser precisa e positiva. Sendo assim, diversos fatores precisam ser considerados para acertar a mão na comunicação com o público. Confira alguns deles.

Comunicação visual

É por meio da comunicação visual que as pessoas têm a primeira impressão e contato com uma marca. Portanto, quando estamos falando da empresa, precisamos pensar em uma identidade visual bacana, representações gráficas marcantes e uma boa dose de originalidade.

Quando falamos de uma marca profissional, precisamos entender que a comunicação visual diz respeito à identidade visual, mas também à apresentação do indivíduo diante das situações. Isso inclui sua postura corporal, a qualidade da sua oratória, sua aparência física e até mesmo as opiniões expostas publicamente.

Padronização da estratégia de comunicação

Uma imagem da marca só se torna verdadeiramente memorável quando ela é consistente. Em outras palavras, isso significa que todos os seus elementos devem apontar para a mesma direção, independentemente do canal utilizado para isso.

Utilizando o exemplo da Coca, a marca trabalha muito fortemente uma comunicação com foco na sensação de felicidade. Então, não importa se você vê uma propaganda na televisão, se passa por um PDV (ponto de venda) ou se percebe um caminhão passando por você na estrada, a mensagem transmitida e a linguagem usada é sempre a mesma.

Gere emoções no público

Sua marca precisa provocar emoções no seu público, afinal, só assim ele conseguirá se lembrar automaticamente de você quando precisar tomar uma decisão. Quando ele entrar em contato com os seus produtos ou serviços, precisa se identificar com a sensação que aquilo causa.

O quesito emocional é fundamental para sustentar o marketing da marca, ajudando, inclusive, a alinhar as expectativas do consumidor com as entregas da empresa. Quanto mais o seu público ama sua marca, mais disposto ele estará para receber positivamente as novidades que ela lança.

 

Quais são as melhores estratégias para manter uma boa imagem da sua marca?

Como CEO, é possível adotar algumas estratégias para manter uma boa imagem da sua marca pessoal e, assim, reforçar a marca da empresa para a qual você trabalha.

Posicionamento pessoal

O seu posicionamento pessoal é fundamental para construir uma marca pessoal forte, marcante e respeitável. É isso que vai ditar o tipo de memória que as pessoas terão de você, o que lhe ajudará a estabelecer um bom networking e criar oportunidades cada vez melhores para a empresa.

Portanto, é preciso investir em si mesmo como quem investe no aperfeiçoamento de um time. Estude suas forças e fraquezas, conheça seus pontos de melhoria e trabalhe neles. Sua marca depende do seu preparo para se posicionar bem diante de qualquer situação.

Participação em grupos e comitês

Sua presença em eventos da sua área de atuação é uma maneira de criar oportunidades de aprendizado, se fazer ser lembrado e ainda reforçar quanto você tem a contribuir nos mais diferentes espaços que ocupa. Além disso, os grupos e comitês são uma maneira eficiente de levar o nome da sua empresa de maneira consistente a ambientes distintos.

Discussão de pautas de interesse do negócio

Ao discutir pautas de interesse do negócio você começa a ampliar oportunidades de criar ideias, inputs e insights para o mesmo. É nessa troca que você vai aprimorando conhecimentos e pontos de vista, seja em comitês e encontros com executivos de outras empresas ou internamente com os colaboradores.

Quanto mais aberto e flexível você for a novas ideias, mais fácil será criar soluções que realmente sejam necessárias para os seus stakeholders, desde os clientes até os investidores. Sendo assim, isso também fará com que a imagem da marca seja lembrada.

 

Qual o papel do CEO em relação à imagem da marca?

Dentro de uma empresa, o CEO é um player fundamental para a construção e a manutenção da imagem da marca. Ele carrega o nome da empresa como se fosse o seu próprio sobrenome, uma assinatura. Quanto mais qualificada ela for, maiores as chances de sucesso do negócio.

Isso respinga na otimização do employee branding da empresa, na sua cultura de valorização do employee experience, em um bom clima organizacional, em uma comunicação eficiente e, até mesmo, na percepção de valor por diferentes públicos.

Além disso, é o CEO quem se posiciona em relação a questões cruciais para o negócio, como as sociais e econômicas, que interferem diretamente nos cenários de crise. Portanto, quando o CEO está bem situado e preparado para lidar com essas situações, a empresa também ganha.

Em geral, uma empresa é composta pelos profissionais que estão por trás dela, seus valores e seus ideais. Sendo assim, para que um empreendimento tenha sucesso no mercado, ele depende de colaboradores visionários e com uma marca pessoal sólida.

 

Como usar sua relevância em favor da empresa?

Quando você finalmente passa a trabalhar a sua própria imagem de marca, pode utilizar isso para ajudar a construir uma imagem de marca para a empresa. Sendo assim, o seu posicionamento pode ser uma estratégia de disseminação do seu negócio no mercado.

Investir no desenvolvimento da sua marca pessoal faz com que você se aplique intensamente em melhorar suas habilidades e competências profissionais, algo fundamental para um CEO. Mas, em um nível um pouco mais maduro, isso reflete no seu poder de influência sobre os rumos da empresa, especialmente em função da sua vasta experiência.

Isso atribui credibilidade às companhias, visto que as pessoas, em geral, se interessam em interagir e em se relacionar com outras pessoas. Sendo assim, por mais que processos como a automação e a robotização sejam eficientes para o dia a dia da operação, quando entramos no campo estratégico, precisamos de profissionais preparados.

As pessoas querem se relacionar com a capacidade humana que faz uma empresa acontecer. Então, por mais que a marca seja muito bem percebida, ela é encabeçada por alguém que, nesse caso, pode ser você fazendo total diferença e formando opiniões!

Quer se qualificar cada vez mais nesse sentido? Então, que tal conhecer os nossos comitês estratégicos? São encontros que acontecem todos os meses com executivos de vários segmentos, buscando a atualização de informações sobre o mercado, a troca de práticas e experiências e, é claro, networking.

Você pode aprender com a vivência de outros executivos e, ao final, ainda interagir com eles fazendo perguntas, seja sobre imagem da marca ou qualquer outro assunto. Então, se você ficou realmente interessado, não perca mais tempo... Saiba mais!