Cerca de 400 mil empresas precisam atualizar ferramentas de gestão corporativa, estima executivo da Microsoft

por andre_inohara — publicado 23/02/2012 12h00, última modificação 23/02/2012 12h00
São Paulo – Elas estão sem ferramentas adequadas ou usam ferramentas completamente ultrapassadas e representam um grande mercado a ser atendido.
antonio_moraes.jpg

O crescimento do mercado brasileiro obriga as empresas a se modernizarem para atender à demanda futura. Para Antonio Moraes, diretor de Marketing, Vendas e Canais para Soluções da Microsoft, as maiores necessidades estão em ERP (sistemas integrados de gestão) e CRM (sistemas de relacionamento com o cliente).

Veja a entrevista de Moraes ao site da Amcham, concedida após ele participar do Seminário Perspectivas 2012, realizado em São Paulo:

Amcham: Que produtos e serviços a Microsoft disponibiliza aos seus clientes?
Antonio Moraes:
Temos linhas voltadas a consumidores finais e corporativos. Para o mercado B2C (clientes finais), há o Windows e o Office, além de games como o Xbox e serviços de web (Hotmail, MSN). Também oferecemos uma combinação muito forte em mobilidade e telefonia, e soluções corporativas (B2B) que passam pela área de publicidade e busca (o aplicativo Bing) e todo o aparato responsável pela publicidade online.

Amcham: Como a Microsoft pretende crescer no Brasil?
Antonio Moraes:
Vamos atender não só clientes e corporações, mas também todo tipo de demanda. Nosso portfólio é bastante abrangente e podemos cobrir necessidades específicas dos mercados locais. Temos mais de 14 escritórios regionais.

Amcham: E qual o potencial do mercado corporativo?
Antonio Moraes:
No mercado corporativo existem oportunidades especificas em CRM, onde o mercado para a busca do conhecimento do cliente ainda é embrionário. No segmento de ERP, cerca de 400 mil empresas estão sem ferramentas adequadas ou usam ferramentas completamente ultrapassadas. Oportunidades não faltam.

Amcham: Poderia falar um pouco dessas oportunidades?
Antonio Moraes:
O CRM, sem duvida, será uma das grandes vertentes. Também há uma nova onda de ERP que ocorre não só entre as pequenas e médias empresas, mas também nas grandes. Elas estão reavaliando suas estratégias de crescimento em função do dinamismo do mercado.

Amcham: Como está o mercado de tecnologia para pequenas e médias empresas?
Antonio Moraes:
Enorme, porque as empresas estão em expansão. Hoje muitas empresas pequenas estão se transformando em médias, e essas, por sua vez, estão aumentando de tamanho. Todas estão buscando se profissionalizar cada vez mais, inclusive procurando aportes de investidores locais ou internacionais para crescer no Brasil ou em mercados internacionais.

Amcham: Do que as pequenas e médias empresas sentem mais necessidade?
Antonio Moraes:
De imediato,padronização de processos e estruturação operacional. São questões relativas a produção, redução de perdas e melhor conhecimento dos clientes. Elas podem ser necessidades aparentemente básicas, mas mesmo em grandes empresas não estão completamente equacionadas.

Amcham: Qual a expectativa de crescimento da Microsoft no Brasil?
Antonio Moraes:
Sempre buscamos crescimento acima de dois dígitos. O cenário econômico é favorável, embora o PIB (Produto Interno Bruto) não cresça, obviamente, na velocidade que gostaríamos. Mesmo assim há um reflexo positivo em tecnologia, então estimamos que os próximos anos serão bastante interessantes em termos de crescimento.

Amcham: Qual a faixa estimada de crescimento?
Antonio Moraes:
Não abrimos esses números, mas posso garantir que será bastante agressivo. Os olhos da corporação estão voltados para o Brasil e existem linhas de produtos com potencial muito acelerado de crescimento.

 

registrado em: