CFO da IBM fala sobre os desafios da redução de custos nas empresas

por lays_shiromaru — publicado 14/02/2014 12h29, última modificação 14/02/2014 12h29
São Paulo – Mudança constante do cenário econômico e mobilidade são alguns deles
gabriela-gaytan-e-sergio-d2019avila-7699.html

Apesar de ser um assunto recorrente, a redução de custos ainda representa dificuldade para algumas empresas. Para Gabriela Gaytan, CFO da IBM Brasil, o motivo é a rápida e constante mudança de cenários.

Em palestra ao comitê de Finanças da Amcham, em 06/02, ela contou que um dos grandes desafios para reduzir gastos de maneira sustentável nas companhias é a análise da economia mundial e brasileira. “Encontrar um mecanismo que garanta competitividade no Brasil e no mundo não é fácil”, diz. “O CFO precisa estar totalmente envolvido com o negócio, pois ele conhece o mercado e pode orientar as outras áreas em relação a novos negócios.”

Outro desafio, segundo Gabriela, é a mobilidade, que vem mudando a maneira e o ritmo de fazer negócios. “É preciso ver essa questão como uma oportunidade de crescimento e de entender melhor os clientes”, aconselha.

Dificuldades para atingir metas

Uma pesquisa realizada pela KPMG, apresentada pelo sócio-diretor da consultoria Sérgio D’Ávila ao comitê, mostrou que apenas 7,76% dos entrevistados conseguem atingir ou superar a meta de economia de gastos; 3,08% poupam entre 91% e 99% do valor proposto; 7,06% afirmaram conquistar entre 81% e 90% do objetivo; 14,12% entre economizam 71% e 80% do planejamento inicial.

Outros 12,47% atingem entre 61% e 70% da meta; 15,29% dos entrevistados ficam entre 51% e 60% do objetivo inicial. Uma quantidade significativa de 26,12% dos respondentes disseram economizar menos de 50% do previsto, e 14,12% afirmaram não saber os resultados.

Entre as principais barreiras para otimizar a gestão dos custos estão a inadequação dos processos, a falta de transparência e muita confiança em evitar gastos como solução, ao invés de aumentar a eficiência de custos. Foram citadas também a dificuldade de mensurar resultados, resistência dos colaboradores, introdução de programas ineficientes de redução de custos.

Reduzir custos é dever de todos

Para D’Ávila, uma das chaves para a redução de custos é incentivar a participação de todos os colaboradores na ação. “Reduzir custos é obrigação de todos e faz parte da boa gestão”, disse. Além disso, ele recomenda que o planejamento financeiro das empresas seja baseado em pesquisas de mercado e benchmarking, além de análise dos processos internos.

Gabriela conta que limitar o budget de cada área e deixar que o próprio time gerencie os gastos tem sido uma medida positiva na IBM. “Precisamos ter cuidado para reduzir custos sem comprometer o desenvolvimento da empresa”, diz.

Os palestrantes ressaltaram ainda a importância da transparência de um projeto de redução de custo, com responsáveis e metas a serem atingidas bem definidas, respeitando o estágio de maturidade de cada companhia.

registrado em: