Citi prevê crescimento de 1,3% do PIB brasileiro em 2014

por lays_shiromaru — publicado 20/03/2014 14h14, última modificação 20/03/2014 14h14
São Paulo – Baixo crescimento e alta inflação devem marcar o ano de Copa e eleições no país
presentation-prospects-brazil-2014.jpg-1972.html

Pesquisa feita pelo Citibank e apresentada em reunião do Conselho de Administração da Amcham-São Paulo prevê crescimento de 1,3% do PIB do Brasil em 2014 (confira aqui a apresentação completa).

No grupo de países emergentes analisados pelo banco, o índice é baixo se comparado com as previsões de crescimento da China (7,3%), da Índia (5,6%), da Indonésia (5,3%), do México (3,8%) e de Taiwan (3,2%), sendo maior apenas que o da Argentina (1%) e da Venezuela (-1%).

Os países da Zona do Euro deverão apresentar taxa de crescimento semelhante a do Brasil, com 1,1%. As previsões são positivas pela primeira vez desde 2011, no entanto, os riscos de deflação são evidentes, especialmente nos países da região periférica.

Já para os Estados Unidos, é prevista uma recuperação da economia em ritmo suave e crescimento de 2,6% do PIB.

Ano de eleições

Ainda de acordo com o estudo, as eleições deverão ocorrer durante uma “tempestade”: além do baixo crescimento, 2014 conta com perspectivas de alta inflação e enxugamento de dólares por parte do FED. Somado a isso, novas manifestações e racionamento de energia, principais riscos para a presidente Dilma Rousseff, devem marcar o ano. Mesmo assim, segundo o Citi, há alta probabilidade de que a popularidade de Dilma se mantenha em nível suficiente para garantir sua reeleição. 

Confira abaixo a apresentação na íntegra.

 

 

 

registrado em: