Cocriação tem possibilidades infinitas, mas precisa de foco, indica Venkat Ramaswamy

por marcel_gugoni — publicado 21/05/2012 15h04, última modificação 21/05/2012 15h04
São Paulo – Especialista em marketing diz que método permite entender como todas as mudanças acontecem e de que forma se pode engajar as pessoas a fim de melhorar um negócio.
cafe195.jpg

A cocriação é uma das ferramentas mais importante para gerar valor ao integrar os mais diferentes polos de um negócio, do fornecedor ao cliente. As possibilidades são infinitas, mas é preciso foco para gerenciar e administrar as mudanças, aponta o indiano Venkat Ramaswamy, professor da Ross School of Business, da Universidade de Michigan (Estados Unidos).

Veja também: Objetivo da cocriação é gerar valor por meio da interação, diz professor da Universidade de Michigan

“A cocriação é o futuro porque nos permite entender como todas as mudanças acontecem e como podemos engajar as pessoas a fim de melhorar algo”, afirmou ele em entrevista ao site após participar de um café da manhã na Amcham-São Paulo na quinta-feira (17/05). “A cocriação tem possibilidades infinitas. Todos podem fazer e sempre há mais a ser feito. Mas acho que a cocriação sem foco é um problema.”

Quer participar dos eventos da Amcham? Saiba como se associar aqui

Segundo o professor, o foco ajuda a determinar a ação a ser tomada e as pessoas a serem envolvidas para expandir um projeto. “A cocriação requer guias, requer o desenvolvimento de estruturas que formem a base de todo o trabalho. É claro que impor muitas limitações também não funciona, mas é preciso achar o equilíbrio.”

Leia os principais trechos da entrevista com Venkat Ramaswamy:

Amcham: É possível dizer que a cocriação é o caminho do futuro para as interações entre as pessoas e as empresas?

Venkat Ramaswamy: A cocriação é o futuro porque nos permite entender como todas as mudanças acontecem e como podemos engajar as pessoas a fim de melhorar algo. A cocriação sempre existiu, mas tem se revelado mais atualmente, porque hoje as pessoas têm como estar conectadas e compartilhar coisas o tempo todo. Essa troca já acontecia, mas hoje dá para colocar na internet. A conectividade é a grande mudança em relação ao passado. Qualquer um pode compartilhar o que quiser hoje pelas redes sociais. Por que você comprou este gravador? [pergunta ao repórter] Porque ele vai ajudar a fazer melhor seu trabalho. Hoje você pode fazer seu trabalho, ter acesso aos dados que estão no aparelho, editar, cortar, complementar e compartilhar rapidamente. Você vai dividir essa informação e gerar valor. Antigamente, as pessoas estavam preocupadas, no caso deste gravador, com o tipo do plástico, com o equipamento e a parte técnica, com o design. Essa foi uma fase importante da revolução industrial, mas agora temos que entender que há novos significados que podemos extrair das interações entre as empresas e as pessoas.

Veja aqui quais são as vantagens de ser sócio da Amcham

Amcham: Então a cocriação só existe se houver internet?

Venkat Ramaswamy: Não. É possível ter cocriação sem internet. É o que eu chamo do modo offline. Mas quem quer manter estas trocas e interação com continuidade e velocidade precisa da rede.

Amcham: Qual é o primeiro passo para iniciar este novo método?

Venkat Ramaswamy: Antes de dar o primeiro passo, temos que mudar o nosso mindset em direção a uma postura mais engajada, isto é, temos que decidir o que queremos, para quando e como chegaremos lá. Como empresa, temos que perguntar aos nossos parceiros, os stakeholders, sobre a experiência de cada um conosco e o que precisamos melhorar nesta relação, o que temos que compartilhar mais e que tipos de informações ou de ações podem ser desenvolvidas de modo mais ativo. A partir daí é possível ir além do diálogo. As plataformas de comunicação ajudam a estabelecer esta comunicação mais profunda, mas é só com o envolvimento das pessoas que a mudança acontece.

Amcham: Há limites para a cocriação? Quem pode e quem não pode fazer algo em conjunto?

Venkat Ramaswamy: A cocriação tem possibilidades infinitas. Todos podem fazer e sempre há mais a ser feito. Porém, acho que a sua pergunta é sobre o modo de administrá-la e direcioná-la. A cocriação sem foco é um problema. O foco ajuda a determinar a ação que devemos tomar, as pessoas que queremos envolver para poder expandir um projeto. A cocriação requer guias, requer o desenvolvimento de estruturas que formem a base de todo o trabalho. É claro que impor muitas limitações também não funciona, mas é preciso achar o equilíbrio.

Amcham: E que tipo de ferramentas existem para montar esta estrutura?

Venkat Ramaswamy: Há algumas ferramentas que podemos usar na cocriação, como plataformas de contato. Não é preciso ser exatamente um software, já que há plataformas de contato offline. Há sistemas de computação que também ajudam. Mas tudo isso também requer orientação, como a de consultores e pessoas especializadas. É a guia necessária para a execução do trabalho. E, o mais importante: precisamos das pessoas, do envolvimento e do engajamento de cada um. A cocriação é um trabalho que só existe a partir das ideias e das experiências humanas. Você provavelmente vai escrever este texto para um meio de comunicação que depende da produção de conteúdo. Logo, essa empresa precisa de você eela tem que reconhecer que você é um ativo estratégico para, a partir daí, definir uma estratégia que o inclua a fim de que você contribua ainda mais com boas ideias que possam trazer resultado.

registrado em: