Comunicação e engajamento são apontados como pilares para uma gestão de mudança efetiva

publicado 27/04/2016 15h03, última modificação 27/04/2016 15h03
São Paulo – Comitê reuniu KPMG e Serasa para discutir os impactos das mudanças no ambiente empresarial
comunicacao-pic01.jpg-1866.html

Em um cenário social onde a demanda de dinâmica e inovação é cada vez maior, mudanças tem se mostrado necessárias, principalmente na esfera dos negócios. Para analisar esse cenário e mostrar a importância de gerenciar essas alterações visando o menor impacto possível, Gislene Camargo, Diretora de People & Change da KPMG e Guilherme Cavalieri, Diretor de Desenvolvimento Humano LATAM da Serasa Experian, se reuniram no Comitê de Gestão de Pessoas, ontem, (26/04), na sede da Amcham em São Paulo.

“O papel do RH é buscar a aderência do maior número de pessoas, efetivamente cuidando dessas pessoas”, explica Gislene. Segundo ela, entender como os funcionários estão se sentindo e aceitar que nem todas as pessoas reagem da mesma maneira diante de determinadas situações é essencial dentro do processo de minimização de impactos. “Pensar no outro é importante. Nada pode ficar de lado” adiciona.

Guilherme Cavalieri destacou que mudanças eficazes estão atreladas a planejamentos estratégicos. Estar previamente preparado para lidar com uma alteração, analisando as melhores escolhas e mantendo um canal de comunicação transparente com os seus colaboradores, auxilia na mitigação de problemas.

Na ocasião, ele também mostrou como a Serasa está gerindo o deslocamento de seu centro de operação. “A proposta inicial era demitir 500 funcionários em São Paulo e contratar outros 500 na nova sede, em São Carlos.” No entanto, ao analisar os gastos com indenizações e o tempo empregado no treinamento de novos funcionários, concluiu que outros caminhos poderiam ser adotados, beneficiando a empresa e os seus colaboradores. “Pensamos, então, na possibilidade de 500 pessoas se mudarem para São Carlos. Com essa proposta, certa de 35% dos funcionários continuou na Serasa em sua nova sede” explica Guilherme.

Comunicação e engajamento

“Pessoas engajadas auxiliam no engajamento de outras pessoas e, consequentemente, a gente tem mais efetividade no processo”, comenta Gislene. Para ela, o empenho é importante para o êxito da mudança, inclusive, deve vir de cima para baixo. Outro ponto destacado é a necessidade de uma maior aproximação com colaboradores para entender o que motiva cada pessoa.

Para que a aproximação seja efetiva, a comunicação se torna primordial. Quando trabalhada de forma aberta e antecipada, a empresa pode convidar os envolvidos a contribuir com a gestão. Traduzir a visão e a necessidade das mudanças facilita a compreensão dos motivos para um determinado acontecimento, demonstrando uma preocupação com o próximo e ajudando a reduzir ansiedades, principalmente entre os maiores impactados.

 

 

registrado em: