Comunicação empresarial interna deve inspirar e motivar funcionários

publicado 19/08/2014 10h16, última modificação 19/08/2014 10h16
Recife - Empresa que lidera a informação consegue unir a força de trabalho, aponta a sócia da Signo Comunicação
comunicacao-foto01.jpg-5531.html

"Quando a empresa lidera a comunicação interna e aponta quais são os temas a serem discutidos, o resultado é uma força de trabalho unida e parceira da organização na busca dos seus desafios", afirma Ana Aragão, sócia da Signo Comunicação, que participou de comitê da Amcham-Recife no último dia 29/07. "Os colaboradores se tornam de fato colaboradores e, mais do que isso, são embaixadores da empresa, preservando seus interesses".

Para uma boa comunicação interna, é necessário que a informação correta circule. Para isso, é de extrema importância que a organização tenha uma equipe de comunicação focada em ações na área, com ênfase no face a face e na comunicação oral na construção do relacionamento. "O espaço do comunicador deve ser definido dentro da empresa, assim como sua posição hierárquica, tendo contato direto com o gestor da companhia", continuou ela.

Uma boa circulação de informações ajuda efetivamente no enfrentamento rápido e consistente de crises, enquanto uma má comunicação interna pode espantar talentos. 

"Pode se chamar de falha tudo aquilo que leva os colaboradores a interpretarem a mensagem de uma forma diferente da imaginada pela organização. Pode acontecer, por exemplo, de a empresa desenvolver uma ação e os funcionários responderem de forma negativa ou desinteressada", enumerou.   

Ana Aragão participou, ao lado de Roberta Fernandes, coordenadora de Comunicação Institucional do C.E.S.A.R., do Comitê de Gestão de Pessoas da Amcham-Recife, em 29/07. O evento, que teve como tema Comunicação Interna como ferramenta estratégica, reuniu um público de quase 100 pessoas no auditório da entidade na capital pernambucana.

Roberta Fernandes ressaltou que o departamento de comunicação da empresa deve responder diretamente à presidência para ter maior liberdade na criação de suas ações. "A comunicação corporativa assumiu o papel de levar inovação e bem-estar para os colaboradores. Além de ser responsável pelo estímulo da cultura de senso de pertencimento".    

No C.E.S.A.R., a equipe de comunicação criou uma rede social para os colaboradores, realiza recorrentes ações em datas comemorativas e cafés interativos, publica uma revista semanal por e-mail, promove reuniões mensais de atualização, entre outras. "A comunicação é feita por gente. Investimos nos nossos funcionários", finalizou Roberta.

 

registrado em: