Concentração de informação dificulta desenvolvimento de inteligência de mercado nas empresas

por marcel_gugoni — publicado 24/07/2012 17h27, última modificação 24/07/2012 17h27
Recife – Uma cultura organizacional que incentive a troca de ideias é fundamental.
cristiano195.jpg

A formação de "silos de informação", concentrações de dados sobre o negócio restritos a apenas um departamento ou grupo de pessoas, dificulta o exercício de inteligência de mercado dentro das companhias. É o que argumenta Cristiano Andrade, responsável pelo departamento de Inteligência de Marketing do Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (CESAR). 

Quer participar dos eventos da Amcham? Saiba como se associar aqui 

“Existem alguns fatores de sucesso [para um projeto de inteligência de mercado], e a cultura organizacional é um deles. É importante que haja na empresa uma cultura de transparência no uso da informação”, afirmou Andrade, durante edição do Programa Amcham de Capacitação Empresarial realizada pela Amcham-Recife na sexta-feira (20/07). 

Ele explica que, para obter êxito na estratégia de tomada de decisões através da inteligência de mercado, a capacidade técnica e analítica de quem trabalha na atividade deve estar aliada ao ambiente de troca de informações e ideias dentro da empresa, facilitando a captação dos dados necessários. 

Em sua avaliação, um ambiente mais aberto, onde a troca de ideias seja incentivada pela companhia, facilita o trabalho de busca, compilação e interpretação de informações estratégicas sobre o negócio. 

Dados x inteligência 

Andrade alerta que realizar coleta de dados e analisá-los não significa utilizar inteligência de mercado. “Não basta gerar conhecimento, é também preciso executar uma ação. A inteligência de mercado é orientada a realizar uma ação que está ligada diretamente a uma necessidade estratégica da companhia”, reitera.

Veja aqui quais são as vantagens de ser sócio da Amcham 

O trabalho de inteligência de mercado tem duas características, segundo o especialista: a continuidade e a sistematização. “É uma disciplina de trabalho que precisa ser executada dentro da empresa para que o processo de tomada de decisão seja orientado através da visão estratégica”, completa. 

Ele explica que antes da coleta de dados é necessário identificar o tipo de informação de que se precisa. “Podem ser obtidos dados de diversas fontes como jornais, sites, entrevistas com especialistas e pesquisas de mercado. Determinar qual o tipo de informação necessário é uma etapa importante do processo de inteligência de mercado porque vai definir a qual dessas fontes recorrer”, afirma o executivo.

registrado em: