Conheça as tendências da área das Finanças

publicado 13/05/2014 14h41, última modificação 13/05/2014 14h41
São Paulo – Leia os destaques dos palestrantes do CFO Fórum da Amcham – São Paulo
tendencias-foto01.jpg-3207.html

A área de finanças evoluiu à medida que o mundo dos negócios ficou mais complexo, com exigências mais rígidas impostas pelo mercado, governos e público em geral. Essas principais mudanças e tendências foram discutidas no CFO Fórum da Amcham – São Paulo na terça-feira (13/05). Confira abaixo os destaques.

Painel “As mudanças nos papéis de áreas como controladoria e auditoria”

“A controladoria vai deixar de ser um departamento para ser um sistema que atinja a empresa toda”

Euzébio Angelotti, diretor de Auditoria Interna Corporativa da TAM Linhas Aéreas

“Vejo o auditor mais analítico, no futuro, lidando com documentos digitalizados e big data. Terá de avaliar os processos ainda não desenvolvidos e responder em que grau eles irão acontecer”

Mario Mattos, diretor de Auditoria Interna da Liberty Seguros

“As finanças têm se aproximado cada vez mais das outras áreas da empresa, como a de negócios. Isso agrega valor ao negócio”

Norival Zanata, Internal Audit & Compliance Head da Gafisa

“Principalmente após a crise de 2008, não é mais apenas a área de negócios que decide, mas as finanças também participam. Essa integração de finanças com negócios ajuda a interpretar melhor o que o cliente quer e se o negócio é bom para a nossa empresa”

Carlos Henrique Hopf, Controller da IBM

“Aumentou a profundidade do que se está fazendo. Para entender as razões que levam ao contrato, exigem-se que as reuniões sejam documentadas. Isso cria um histórico do que fundamenta a decisão”

Marcos Antonio de Barros, CFO da Dixie Toga

Painel Compliance e Gestão de Riscos Corporativos

“O mundo mudou. Empresas que cresci achando que eram infalíveis foram fechadas ou compradas por outras mais jovens. Hoje, se é cada vez mais cobrado em compliance e gestão de riscos”

Marco Antonio Bueno, diretor de Riscos, Controles Internos e Processos Consolidados da CPFL Energia

“É importante fazer treinamentos, saber quais são seus processos com entes públicos e deixar o código de ética bem claro para toda a empresa. Isso deve vir, ainda, ligado a uma cultura de compliance e ética”

Norival Zanata, Internal Audit & Compliance Head da Gafisa

“Os clientes estão mais exigentes, a opinião pública é implacável e os governos estão mais duros. É só avaliar a evolução da legislação nos últimos dez anos para ver a dimensão que o compliance tomou”

Alan Pezzo, gerente executivo de Governança, Riscos e Compliance da Volkswagen

“É primordial ter uma política de tolerância zero e a disseminação de uma cultura de prevenção a fraudes, que acarretam custos”

Emil Andery, diretor de Auditoria e Prevenção à Fraude da SulAmérica

Painel “Os desafios do CFO no aumento da rentabilização do negócio”

“Para aumentar a rentabilidade da empresa, os objetivos da área financeira precisam estar alinhados aos objetivos do negócio”
Marcos Barros, CFO da Dixie Toga

“É preciso saber fazer do problema uma oportunidade para a rentabilidade do negócio”

Valdemir Bertolo, CFO da Serasa

“O CFO tem o papel de inspirar seu time financeiro e desafiar positivamente as outras áreas, levando ideias, sugestões e soluções”

Marcelo Giugliano, CFO da Nike

registrado em: