Cultura organizacional dinâmica é fundamental para ferramentas eficientes de branding, diz especialista

publicado 31/08/2015 14h23, última modificação 31/08/2015 14h23
Recife - A consultora Karina da Fonte falou sobre estratégias de consolidação da marca durante o comitê de Marketing da Amcham

Embora os ativos de uma empresa sejam fundamentais para a definição de seu valor, em algumas companhias o bem mais valioso trata-se de um elemento intangível: o valor da marca. Construir uma marca forte, durável e de boa reputação é um processo complexo e que envolve esforço de diversas áreas. Dessa forma, uma boa ferramenta que pode ser utilizada pelas empresas é o branding, que foi tema do comitê de marketing da Amcham Recife na noite da última terça-feira (25/8), no Amcham Business Center. O evento foi ministrado pela consultora Karina da Fonte, especialista no assunto, que destacou a importância da cultura organizacional no processo. 

A missão do branding é desafiadora: consolidar a imagem da marca diante dos diversos stakeholders. Para isso, as companhias devem se valer de estratégias específicas de marketing, design e até mesmo RH. Karina ressalta que o branding é amplo e se trata de muito mais que uma ferramenta de marketing. “É acima de tudo um instrumento de gestão”, diz ela, complementando que é necessário haver uma cultura organizacional na empresa que reflita os valores da marca e os perpetue.

Justamente por isso, Karina da Fonte diz que a cultura organizacional é um dos pontos mais fundamentais quando se quer consolidar a imagem de uma marca. “Marca não é a imagem que o criador tem da empresa, mas a imagem que as pessoas têm. Portanto é fundamental as práticas da companhia serem condizentes com a imagem que ela tenta passar ao público.” Por isso, conta ela, “em algumas empresas o know-how dos colaboradores e a cultura organizacional valem mais que os próprios ativos em si”.

A consultora afirma que empresas com uma cultura organizacional mais formal e estática tendem a ter mais dificuldade para criar valor para suas marcas. “Antes cultura organizacional e marca eram vistas como pontos separados. Mas hoje tem-se a noção de que são duas áreas interligadas e que quanto mais dinâmica e próxima das pessoas é a cultura de uma empresa mais a marca se desenvolve.” 

registrado em: