Despertar paixão nas pessoas é o que viabiliza projetos e a compreensão de propósitos

publicado 31/08/2018 17h37, última modificação 04/09/2018 08h50
DF – No CEO Fórum da Amcham, participaram Rick Emediato (Na Praia), Eugenio Mussak e João Lins (FGV)
CEO Fórum Amcham

Já que a praia mais próxima de Brasília está a cerca de mil quilômetros de distância, por que não trazer uma para a cidade? Foi com essa ideia na cabeça que Rick Emediato, produtor cultural e fundador da R2 Produções, criou o Projeto Na Praia, que logo se tornou um dos mais bem sucedidos eventos de público do Centro Oeste.

Para Emediato, todo projeto é possível desde que as pessoas se envolvam com a mesma paixão do seu idealizador. “Quando colocamos amor, temos as pessoas ao nosso redor. É assim que elas veem o valor e entendem que existe um propósito por trás de tudo”, observa, no CEO Fórum de Brasília realizado em 23/8.

Em sua 11ª edição, o CEO Fórum abordou a Paixão, o Propósito e as Pessoas como tema e atraiu mais de 300 executivos e profissionais para ouvir a experiência de Emediato, de Eugenio Mussak, consultor em Desenvolvimento Humano e Organizacional, e João Lins, diretor da FGV com 25 anos de experiência em consultoria de gestão.

A praia chega ao cerrado

O Projeto Na Praia surgiu em 2015, quando Emediato e seus sócios construíram uma praia artificial no lago Paranoá. Reproduzindo o clima de beira-mar, as pessoas podiam se exercitar, comer comidas típicas e assistir a shows como se estivesse no litoral. O evento é realizado no inverno – de junho a agosto – para não coincidir com o verão e aproveitar o sol quente do cerrado nessa época.

A aceitação do público foi ampla. A cada inverno no cerrado, dezenas de milhares de pessoas circulam pelo Na Praia, consolidando o evento como um dos mais bem sucedidos de público no Centro Oeste. E que já se espalhou para outros estados.

Fazer com propósito e paixão

Em sua apresentação, Lins abordou o futuro do trabalho e os novos modelos de Gestão de Pessoas. Para ele, é preciso que as pessoas reflitam sobre as transformações em andamento no mundo do trabalho. Elas trazem impacto não só para elas, mas também para as organizações, segundo o executivo.

Mussak, reconhecido como um dos profissionais de referência em Educação Corporativa, disse que “coisas espetaculares” só acontecem quando há paixão. "Sem pessoas, não há empresas, não há negócios, não há economia. Sem propósito, as pessoas trabalham de forma mecânica e sem sentido. E sem paixão, elas não conseguem fazer coisas espetaculares."