Empresas do setor de logística enfrentam dificuldade para reter profissionais

por lays_shiromaru — publicado 19/03/2014 14h17, última modificação 19/03/2014 14h17
São Paulo – Na lista de principais causas estão baixas perspectivas de crescimento e remuneração
logistica-foto01.jpg-2191.html

Empresas do setor de logística vêm enfrentando dificuldades para reter profissionais. De acordo com Marcelo Gaspari, líder de Recursos Humanos da Veloce Logística, as principais causas de rotatividade são remuneração e perspectivas de crescimento e desafios, especialmente entre jovens de 21 a 27 anos, da geração Y.

Para reverter o quadro, Gaspari contou, no último encontro do comitê de Logística da Amcham, em 12/03, que a empresa está investindo em diversas ações como revisão da estrutura de cargos e salários, reformulação do pacote de benefícios, além de aprimoramento de programas de estágio e jovem aprendiz.

“Buscamos a fidelização dos colaboradores que conhecem bem o negócio, por isso investimos na capacitação deles e no aproveitamento interno de profissionais”, diz.

A barreira da retenção de talentos também impacta as companhias que terceirizam o serviço. A Monsanto, por exemplo, que trabalha com terceiros no transporte e no armazenamento dos produtos, vem desenvolvendo o setor juntamente com seus parceiros para aumentar a produtividade.

“Os fornecedores logísticos precisam entender melhor quais são nossos objetivos e que eles também fazem parte da organização”, conta Johnny Ivanyi, gerente de Logística da empresa e também integrante do comitê da Amcham. “Por isso, é importante desenvolver lideranças que os oriente quanto à importância de seu trabalho e os integre ainda mais à equipe.” 

registrado em: