Focar em eficiência logística é saída para as empresas contornarem cenário econômico adverso

publicado 19/02/2015 14h12, última modificação 19/02/2015 14h12
São Paulo – Sistemas de melhoria de processos, como o Lean Seis Sigma, aumentam produtividade
roberto-jorge-junior-9278.html

“O cenário econômico adverso em 2015 requer eficiência logística das empresas para atender às necessidades de melhoria de prazo, qualidade e, principalmente, custos.” A declaração de Roberto Jorge Júnior, gerente de prática de estratégia e melhoria de processos da Accenture, resume o que foi sua apresentação sobre metodologias de aumento da produtividade no comitê de Logística da Amcham – São Paulo, na quinta-feira (12/2).

Para alcançar maior produtividade, Jorge falou do sistema Lean Seis Sigma, metodologia que visa aperfeiçoar a qualidade do produto em cada etapa do processo, focando na redução do desperdício (ponto forte do Lean) e no aumento da eficiência (principal característica do método Seis Sigma). “Através do Lean, elimina-se processos e pessoas que não agregam valor. No Sigma, estudamos quais as causas dos defeitos para a sua remoção”, explica Jorge.

Em uma indústria automobilística, o sistema ajudou a aumentar a eficiência na fabricação de um produto de 66% para 73%. Antes de aplicar conceitos de Lean Seis Sigma, as três linhas de produção sofriam com a falta de sincronia. “Acontecia de dois componentes estarem prontos e o terceiro não, o que impedia a finalização do produto”, conta Jorge.

Avaliando a programação das três linhas, a equipe de consultores da Accenture identificou vários processos que poderiam ser melhorados. Novas programações foram traçadas na produção para que as três linhas não perdessem sincronia.

As diversas etapas foram ordenadas em cartõezinhos, com o objetivo facilitar a sequencia de produção e, assim, evitar desperdício de tempo e esforço. Os processos envolviam não só melhoria produtiva, mas também redução de custos e atividades administrativas.

Depois de dez meses de trabalho, a redução no tempo de produção caiu de 12 para 8 dias. “Com ações simples e foco na teoria, garantimos o sincronismo do processo e eliminação de atividades pouco agregadoras”, conta Jorge.

registrado em: