Integrando desenvolvimento de software e operações de TI, Netshoes lançou site de moda em três meses

publicado 18/12/2015 11h32, última modificação 18/12/2015 11h32
São Paulo – Metodologia DevOps abreviou processos e testes operacionais, possibilitando agilidade e eficiência
comite-de-tecnologia-da-informacao-e-comunicacao-8169.html

Quando a alta direção da Netshoes resolveu criar em 2014 uma loja virtual de moda, a Zattini, Rafaela Paiva, diretora de infraestrutura do Grupo Netshoes, se recorda de ter ficado apreensiva com o curto prazo de tempo dado – três meses.

“Tínhamos que inaugurar a Zattini em dezembro de 2014. No meio daquele ano, o CEO falou que queria uma loja de moda focada em sapatos, camisetas, jeans e também roupas para crianças. Para lançar um site de moda para o Natal de 2014, olhamos para o time de TI e percebemos que os processos estavam demorados”, conta a executiva, que participou do comitê de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) da Amcham – São Paulo, em 13/11.

Para cumprir o prazo previsto, foi preciso trabalhar com uma metodologia integrada de TI (Tecnologia da Informação) que se baseia no trabalho conjunto entre desenvolvedores de software e operadores de TI – o DevOps. Com as duas áreas trabalhando em conjunto, é possível eliminar processos e testes operacionais e encurtar o tempo que softwares e serviços levam para ficar prontos.

“Montamos times de DevOps e SysAdmins (administradores de sistemas) com potencial para se tornarem DevOps em células responsáveis pelo desenvolvimento do site e conseguimos lançar a Zattini no dia 10 de dezembro”, disse Rafaela.

O mérito do DevOps é reunir equipes de desenvolvimento e operações (daí a sigla DevOps) par dar agilidade ao desenvolvimento de aplicativos e serviços de TI. Além de rapidez, o e-commerce prescinde de confiabilidade e boa experiência de uso. “Qualquer coisa que eu faço na página da Netshoes afeta milhões de pessoas e muda a forma como elas veem a empresa”, destaca Rafaela.

De acordo com a executiva, a Netshoes processa mais de 30 mil pedidos por dia e tem mais de 10 milhões de fãs nas redes sociais, e consegue entregar produtos dentro do prazo. Sem estratégias de DevOps, esse volume dificilmente seria entregue, assegura Rafaela. 

Peter Kreslins, diretor sênior de pré-vendas da CA Technologies, defende a adesão das empresas ao DevOps em função do curto espaço de tempo para testar e desenvolver aplicativos. “Rapidez e eficiência é o nome do jogo. Porque senão o concorrente vai romper o mercado e você vai ficar a ver navios”, resume.

registrado em: