J&J, Vivo e Cyrela falam sobre seus modelos de gestão de pessoas

por lays_shiromaru — publicado 20/02/2014 13h30, última modificação 20/02/2014 13h30
São Paulo – Líderes de Recursos Humanos reconhecidos pelo Prêmio Você RH 2013 mostram estratégias com bons resultados nas empresas
comite-de-gestao-de-pessoas-2588.html

Integração, aproximação entre líderes e colaboradores, aderência à cultura, adaptação e conectividade foram chaves para a boa gestão de recursos humanos em empresas como Johnson & Johnson, Telefônica/Vivo e Cyrela, que participaram do último encontro do comitê de Gestão de Pessoas da Amcham, em 20/02.

Para Sandra Lima, diretora de Desenvolvimento Humano e Organizacional da Telefônica/Vivo e vencedora do Prêmio Você RH 2013, na categoria Telecomunicações, a união e a criação de laços fortes com seu próprio time e as demais áreas da empresa foram essenciais para o sucesso.

Com a recente fusão das empresas, no ano passado, Sandra se viu diante do desafio de integrar duas marcas e culturas diferentes. “Entender os dois ambientes, sem tentar impor os valores de uma empresa para a outra, ajudou os processos a fluírem mais facilmente”, conta a diretora, que já trabalhava na Vivo antes da fusão.

Além da criação de novos valores, ela diz que outro grande desafio da Telefônica/Vivo foi manter o sentimento de orgulho de pertencimento dos colaboradores, para o qual a solução foi a integração. A companhia faz questão de comunicar e compartilhar suas estratégias com todos, tomando atitudes como explicar conceitos de campanhas publicitárias e levar embaixadores da marca para conversar com os funcionários, por exemplo.

Fernando Salinas, diretor de Recursos Humanos da Johnson & Johnson Medical, premiado na categoria Serviços de Saúde e eleito o melhor profissional de RH de 2013, ressalta também a importância do engajamento da liderança. “Estamos mudando o fluxo de comunicação top-down, isto é, aquela que vem dos líderes para os colaboradores, e prezando pela aproximação entre eles, o que nos tem gerado bons resultados”, diz.

Na Cyrela, a integração entre líderes e colaboradores também tem sido positiva. “A construtora tem 50 anos de atuação, e os fundadores ainda se preocupam muito com a cultura da empresa”, conta Renata Moura, diretora de RH da companhia e premiada na categoria Construção. “Nosso maior objetivo hoje é fazer da Cyrela uma empresa duradoura, por isso o contato com os líderes e a aderência à cultura são tão importantes.”

registrado em: