Líder herói vs. líder vulnerável: entenda a diferença entre eles

publicado 10/06/2021 16h51, última modificação 10/06/2021 16h51
Descubra porque a vulnerabilidade é a chave para uma gestão de sucesso
Líder herói vs. líder vulnerável: entenda a diferença entre eles.jpg

A vulnerabilidade como chave para a liderança e gestão de pessoas em um cenário pós-pandemia

Ser um líder herói não significa ter super-poderes, assim como ser um líder vulnerável não é sinônimo de fraqueza e fragilidade. No entanto, a verdade é que não existe coragem sem vulnerabilidade. A pesquisadora americana Brenè Brown estuda o tema e define vulnerabilidade como incerteza, risco e exposição emocional. Para ela, acreditar que vulnerabilidade é fraqueza é acreditar em um mito.

Recentemente, o mundo corporativo iniciou discussões sobre vulnerabilidade no ambiente de trabalho. Mais que performance e resultados, ela direciona os olhares para as pessoas e as suas necessidades.

Com a pandemia, o isolamento social e o trabalho remoto, esse tema ganhou maior evidência, pois as empresas começaram a perceber a importância de cuidar das pessoas e de falar sobre as fragilidades e emoções humanas, como medos, angústias e dores. 

Todas as pessoas dentro de uma empresa possuem vulnerabilidades, inclusive o líder. Porém, há aquele que prefere se mostrar perfeito, como é o caso do líder herói, e há aquele que prefere mostrar sua vulnerabilidade. Confira os principais pontos que diferem a liderança heroica da vulnerável:

 

TEM TODAS AS RESPOSTAS vs ABRE ESPAÇO PARA SOLUÇÕES

Uma das principais diferenças entre o líder herói e o líder vulnerável diz respeito ao comportamento diante de problemas e crises. Enquanto o herói acredita que tem todas as respostas, o vulnerável promove espaços mais relevantes para discussões e geração de ideias através da diversidade de perspectivas. 

A liderança heroica se posiciona como “salvadora” do negócio e, por isso, nunca abre espaço para que os colaboradores participem da solução de problemas da empresa. Tal atitude impede o crescimento e desenvolvimento da equipe. Por outro lado, a liderança vulnerável não apenas permite, mas encoraja a participação de seus liderados.

 

NÃO TOLERA O ERRO vs DESENVOLVE CULTURA DE COLABORAÇÃO

O líder herói é intolerante ao erro não intencional e não admite nenhum tipo de falha. Esse líder busca a perfeição e requer de sua equipe a mesma excelência. 

Já a empresa liderada por um gestor vulnerável desenvolve uma cultura de escuta e comunicação colaborativa, onde os liderados são ouvidos e têm suas opiniões e ideias valorizadas por essa liderança. Em um cenário de cultura colaborativa como esse, a autonomia é um pilar fundamental para desenvolver negócios e pessoas.

 

ACUMULA ATIVIDADES vs DELEGA FUNÇÕES PROMOVENDO CONFIANÇA

O acúmulo de atividades é um hábito comum entre os líderes heróis: esse comportamento demonstra a falta de confiança que esse líder tem em sua equipe, pois, em vez de delegar as atividades, prefere fazer tudo sozinho. 

É importante destacar que o acúmulo de atividades pode afetar a produtividade e os resultados desse líder, inclusive contribuindo para o desenvolvimento de doenças físicas e mentais.

A liderança vulnerável, no entanto, entende a importância de delegar funções dentro da empresa. Ao confiar atividades e funções, o líder vulnerável aumenta a motivação da sua equipe, tornando-a mais produtiva, engajada e satisfeita.

 

NÃO SE EXPÕE vs. CRIA CONEXÕES

O líder herói tem aversão às exposições pessoais e emocionais. Ele possui a necessidade de se mostrar perfeito para a sua equipe, por isso, se expor não é uma opção, já que com certeza apareceriam suas falhas, dúvidas e incertezas. Portanto, a exposição não faz parte da gestão heroica.

Em contrapartida, a gestão vulnerável se expõe, pois entende que isso é fundamental para existir conexão. Ser capaz de se mostrar humano, mostrar que não sabe tudo e que também comete erros. Tal vulnerabilidade cria conexões mais estreitas entre equipe e líder, potencializando resultados e promovendo o sucesso do negócio, de dentro para fora da empresa, atingindo os clientes e a sociedade.

 

RÍGIDO E INFLEXÍVEL vs ASSUME RISCOS E INCERTEZAS

A gestão heroica possui uma forma de liderar rígida que torna o trabalho em equipe complicado e ineficaz. Equipes gerenciadas por líderes inflexíveis em suas opiniões, decisões e comunicação são desengajadas e improdutivas, o que provoca baixo rendimento e queda nos resultados da empresa.

No entanto, a liderança vulnerável assume mudanças e a revisão de planos como parte do processo de tomada de decisões em cenários mais complexos. Esse líder demonstra sua vulnerabilidade ao assumir riscos e incertezas. Com isso, a gestão vulnerável é aquela que, ao se arriscar, sabe que pode errar, mas aprende com esses erros e gera transformações a partir disso.

 

A IMPORTÂNCIA DO LÍDER VULNERÁVEL PARA A EQUIPE

Ser um líder vulnerável é ter a habilidade e a coragem de se expor, e mostrar aos liderados que você não é perfeito, comete erros e não tem resposta para todas as perguntas. Em outras palavras, é mostrar que você é humano.

Por outro lado, exercer uma liderança heroica, sobrecarrega e cansa a pessoa que está nessa posição. Sua busca por querer fazer tudo, sua intolerância a erros e necessidade de parecer perfeito são perigos não apenas para o seu desenvolvimento profissional, como também para a sua qualidade de vida.

Baixa produtividade, falta de engajamento, insatisfação, desmotivação, cansaço físico e mental, estagnação profissional são apenas alguns dos resultados negativos causados pelo líder herói, sobre si mesmo e sobre sua equipe.

Para evitar problemas como esses e gerenciar equipes com empatia e propósito, é fundamental que as lideranças se transformem, deixem o líder herói para trás e busquem ser líderes poderosos e vulneráveis.

 

A VULNERABILIDADE É O SEU PODER

Em tempos de pandemia, isolamento social e trabalho remoto, a necessidade de desenvolver a vulnerabilidade é cada vez mais urgente na rotina das corporações.

É preciso promover a vulnerabilidade nas lideranças, equipes, gestão organizacional e nas ações da empresa frente às práticas socioambientais.

Para encorajar e impulsionar lideranças brasileiras a desenvolverem a gestão da vulnerabilidade, diante das incertezas e riscos do presente, o maior encontro de líderes corporativos do Brasil, o CEO Fórum, acontecerá no dia 30/06 e discutirá os seguintes assuntos:

  • Como reconhecer as vulnerabilidades do negócio e fazer uma revisão ou completa transformação dos planos? 

  • Quais as vulnerabilidades e boas práticas da liderança digital e do engajamento dos colaboradores na pandemia

  • Como se manter ágil na geração de valor? 

  • Como vincular as estratégias de crescimento da empresa a objetivos sociais e ambientais mais amplos? 

  • Como podemos evoluir nas relações com clientes e parceiros de negócio?

Inscreva-se e participe do CEO Fórum | A vulnerabilidade é o seu poder.