Manter a si e aos outros sãos e salvos em tempos de Coronavírus é uma tarefa em equipe

publicado 24/03/2020 13h06, última modificação 26/03/2020 17h04
Brasil – Ainda que à distância, é possível ajudar seus colaboradores, amigos e familiares a manter a saúde mental durante a crise
O psiquiatra Eduardo Ferreira Santos considera o diálogo e empatia como fundamentais nesse momento.jpg

O psiquiatra Dr. Eduardo Ferreira Santos considera o diálogo e empatia como fundamentais nesse momento

Parece ironia dizer que é preciso que as pessoas estejam unidas nesse momento. A verdade é que a solidariedade nunca foi tão necessária e para isso não é preciso estar perto. “Precisamos saber que as pessoas estão próximas mesmo estando longe”, aponta o psiquiatra Eduardo Ferreira Santos. Eduardo participou do nosso webinário "Saúde Mental e o surto de Coronavírus" no dia 23/03.

Para ele, o diálogo e empatia são fundamentais. Isso porque o diálogo pode ajudar a entender as angústias de quem está passando por momentos psicológicos difíceis durante a pandemia, e a empatia ajuda a entender a necessidade de isolamento. “Saiba a sua responsabilidade social em ser um transmissor da gripe que, para você, pode ser apenas um mal-estar, mas para outras pessoas pode ser muito grave. Eu recomendo o isolamento”, pontua.

Em detrimento do pânico, que agora não ajuda em nada, é preciso ter noção do que está acontecendo e se manter informado com fontes confiáveis – Whatsapp não é uma delas –, como veículos de notícia. Apenas assim será possível ter os dados corretos, fugir das notícias falsas e entender a crise com pragmatismo. “O imaginário popular é terrível nesses momentos e se espalha muito fácil. O ‘efeito manada’ é um grande problema”, alerta o psiquiatra.

Ainda com boas informações, o psicológico humano tende a rebaixar o nível crítico em momentos de medo: “A pessoa ouve o que o mundo interno dela interpreta e não necessariamente o que está sendo falado”. Por isso, a importância de se distrair e manter o equilíbrio entre consumir conteúdos relacionados e alienados ao tema. “O medo paralisa e este é o problema. Temos medo das coisas porque projetamos nelas o que nos apavora”, completa, lembrando que o vírus não é uma ameaça e sim apenas um risco, contornável.

Eduardo recomenda usar a criatividade para encontrar novas formas de se reerguer: “Vamos em frente, nos redescobrir, nos reinventar e criar alternativas ao que fazíamos anteriormente”. Ele lembra também que o momento exige adaptação e a reluta às mudanças apenas fará com que a sua saúde mental piore.

 

O PAPEL DOS LÍDERES EMPRESARIAIS

Os líderes empresariais não ficam de fora quando o assunto é ajudar a manter a saúde mental dos colaboradores em tempos de Covid-19 – ainda que à distância. “Não adianta falar para a pessoa que está nervosa se acalmar, é preciso tentar entender por que ela está assim”, explica Eduardo.

Desta forma, os gestores devem perguntar se a equipe está bem, não só fisicamente, mas psicologicamente também. “Durante as conversas, pergunte se o seu funcionário está bem antes de falar da questão laboral”, esclarece, lembrando que é igualmente importante que os colaboradores não deixem de falar como estão.

Além disso, manter a calma é papel fundamental dos gestores. Isso porque é preciso estar calmo para transmitir calma à equipe. O psiquiatra acredita que esse é um momento de reorganização interna da equipe, dos líderes e da empresa como um todo e aproveitar esse momento para rever processos e humaniza-los é uma boa ideia. “Vamos pensar no schedule tanto pessoal como profissional. Vamos nos organizar. É na hora que a coisa está pegando fogo que descobrimos quem são os heróis de verdade”, finaliza.

 

Assista abaixo alguns destaques do bate papo. 

 

 

O QUE SÃO OS WEBINÁRIOS?

São transmissões ao vivo de bate-papos e entrevistas, exclusivos online, sobre diversos assuntos do mundo empresarial. Diante da atual situação com a COVID-19 no Brasil, transformamos os encontros presenciais, inicialmente programados até o dia 31 de março, em atividades digitais e webinários.

PARA QUEM SÃO E COMO FUNCIONAM?

Os webinários especiais sobre a Covid-19 são públicos, totalmente gratuitos e podem ser acessados pelo link amchambrasil.com.br/aovivo.