Manter o foco em tempos de crise, recomendam Pepsico, Unilever e Diageo

publicado 02/03/2015 15h13, última modificação 02/03/2015 15h13
São Paulo – Diretores de RH detalharam ações fundamentais para fortalecer liderança e engajamento

Diante das baixas expectativas de crescimento da economia brasileira, os departamentos de recursos humanos têm direcionado seus esforços ao fortalecimento da liderança e ao engajamento dos colaboradores. Isso é o que revelam o vice-presidente de RH da Pepsico, Carlos Magni, e os diretores da Unilever e Diageo, Liana Fecarotta e João Senise, palestrantes no comitê de Gestão de Pessoas da Amcham-São Paulo em 27/02.

 

Eles acreditam que as medidas são necessárias para garantir o foco no que é de fato essencial para os negócios, possibilitando um melhor planejamento de suas ações estratégicas. “Com isso, ganhamos agilidade nos nossos processos para trabalhar nesse cenário desfavorável”, revela Magni.

 

A Diageo organiza um programa global de treinamento para gestores, que acontece duas vezes ao ano, com a proposta de ensinar por meio da troca de experiências. De acordo com Senise, a ideia é que os líderes repassem todo aprendizado adquirido nesses encontros para suas equipes, aumentando o nível de engajamento. “É uma maneira de ‘cascatear’ as informações”, explica.

 

Outro fator que também vem contribuindo para o clima de cooperação entre os funcionários na Diageo, segundo ele, é o ambiente de trabalho que permite o aprendizado constante e até mesmo por meio de falhas. “Buscamos momentos para celebrar, inclusive o que aprendemos com nossos erros. Queremos liberar o melhor das pessoas”, comenta.

 

Na Pepsico, além de disponibilizar cursos e treinamentos por meio de uma plataforma online, o departamento de RH está investindo muito em comunicação interna, principalmente no alinhamento de informações. “A comunicação faz parte do trabalho do departamento e é fundamental para o engajamento dos funcionários.”

 

Liana destacou a importância de criar um ambiente inclusivo para ativar a liderança e o engajamento. “Tentamos resgatar o propósito individual de cada líder e vincular às suas atividades do dia a dia”, disse. Ela conta que a Unilever vem incentivando a participação de colaboradores num projeto de aproximação entre a empresa e algumas universidades e tem gerado resultados positivos. “Alguns profissionais são mentores de alunos da Universidade Mackenzie, em São Paulo, que tem uma incubadora de empresas”, exemplifica.

registrado em: