Marketing de experiência possibilita fidelização de consumidores, clientes e colaboradores

por giovanna publicado 10/02/2012 13h03, última modificação 10/02/2012 13h03
Curitiba - Estratégia de publicidade é baseada na interação e criação de experiências com as marcas e produtos.
mkt.jpg

Além de proporcionar oportunidades de as marcas interagirem com o seu consumidor, por meio de ações que criam experiências com impacto sobre a fidelização dos consumidores, o marketing de experiência também pode ter um uso muito estratégico do ponto de vista de estimular a motivação dos funcionários e o estreitamento da relação com parceiros.

“O marketing de experiência não é apenas uma promoção diferenciada de um produto. A estratégia é mais uma ferramenta para estabelecer pontos de contato, de relacionamento. Ela permite principalmente a identificação com a marca”, explicou de Juliana Quadros, sócia-proprietária da Agência Valente, que participou do comitê de Marketing da Amcham-Curitiba nesta quinta-feira (09/02).

Para a palestrante, essas novas iniciativas atendem as exigências atuais dos consumidores e da sociedade como um todo. No evento, ela apresentou o marketing de experiência como evolução das ações baseadas apenas na promoção do produto. Também conhecida como marketing 3.0, a nova estratégia passa a ter como ponto de partida o público, proporcionando a interação entre produto-consumidor e também entre empresa-colaboradores ou empresa-clientes.

Estratégias de ação

O primeiro ponto analisado no marketing de experiência deve ser o conhecimento do público. “Não é possível proporcionar uma experiência ou uma sensação ao cliente sem reconhecer as expectativas do público. Os principais erros são a falha nesse reconhecimento e a falta de planejamento” indicou Juliana. Outro ponto crucial é oferecer aos consumidores experiências que de fato representem a empresa e estejam de acordo com sua visão e valores.


As companhias que desejam utilizar essa estratégia não necessitam realizar altos investimentos. Segundo Juliana, os valores dependem do tipo de ação realizada, o que permite sua adoção tanto por micro empresas quanto por grandes grupos.  O número ainda reduzido de empresas que apostam nesse novo tipo de marketing pode ser justificado pelo longo prazo necessário para percepção de seus frutos “O resultado não é [necessariamente] palpável em números, ele se apresenta pelo relacionamento e fortalecimento da marca perante seu público”, informou.

A publicitária considerou ainda que as ações de marketing de experiência não excluem o marketing promocional, ou seja, na forma tradicional. Para ela, as duas vertentes são complementares, explorando em conjunto novas bases de relacionamento com o cliente.

 

registrado em: