Na disputa por talentos, PMEs atraem pela possibilidade de rápida ascensão na carreira

por giovanna publicado 21/03/2012 11h44, última modificação 21/03/2012 11h44
Recife – Já a informalidade nos processos e a sobrecarga de atividades muitas vezes acabam por afastar profissionais dessas empresas.

O principal atrativo de pequenas e médias empresas (PMEs) para os jovens talentos é a maior facilidade e rapidez de acesso a cargos de gestão em comparação com companhias de grande porte, analisa Cássia Albuquerque, sócia da Alcance Soluções Empresariais. 

"Os jovens talentos têm a possibilidade de ascender a cargos de gestão mais rapidamente nas pequenas e médias empresas por serem organizações menos burocratizadas. Nas grandes empresas, um jovem geralmente passa por programas como os de trainee que lhe dão a oportunidade de promoção apenas um ou dois anos depois de começar no emprego", explica Cássia, que participou do comitê de Small Business da Amcham-Recife nesta terça-feira (20/03).

No sentido oposto, segundo a consultora, a informalidade nos processos e a sobrecarga de atividades são aspectos que muitas vezes afastam os jovens talentos das PMEs. "Como essas companhias têm números de funcionários reduzidos, as pessoas tendem a ter desvio em suas funções, envolvendo-se muito com atividades que não são de sua área, o que causa a sobrecarga", analisou.

A presença do RH

Para desenvolver os talentos, Cássia acredita que o departamento de Recursos Humanos precisa estar presente e atuante na companhia. "O ideal é que empresas que alcancem o patamar de 20 a 30 funcionários já comecem a estruturar também uma equipe de RH", afirmou.

Na impossibilidade de realizar esta estruturação, a consultora recomenda que a pessoa que assume as funções relativas à área de gestão de pessoas se prepare, através de cursos, para lidar com as ferramentas de recursos humanos na empresa.

"Quando não há um departamento de RH institucionalizado, a responsabilidade da gestão de pessoas recai sobre o principal gestor da empresa ou sobre o gerente administrativo. O ideal é que esses profissionais estejam aptos a utilizar o RH de forma estratégica e não apenas como departamento pessoal que cuide apenas do aspecto operacional", defendeu.

A seleção é importante 

Cássia aponta que a limitação de recursos é uma das dificuldades para que PMEs invistam no desenvolvimento de talentos. "Com recursos mais regrados, é preciso focar em outras estratégias. A principal delas é fazer uma seleção que vise atrair talentos mais próximos daquilo que a empresa necessita; assim, diminui-se a necessidade de treinamentos, por exemplo", analisou.

Nessa etapa de recrutamento, é importante procurar não apenas profissionais com amplo conhecimento técnico, mas também pessoas capacitadas para lidar com a realidade das PMEs, diz Cássia. "É preciso buscar pessoas com atitude, motivadas, rápidas e que se destaquem em ambientes de mudança constante."

Outro caminho é realizar ações de baixo custo para desenvolvimento de talentos. A consultora sugere o benchmarking com outras companhias de mesmo porte como uma das possibilidades. "Formar parcerias com outras organizações colocando os talentos para aprender com as melhores práticas de cada uma é uma opção", citou.

A estruturação de um orçamento específico para o desenvolvimento de talentos é vista por Cássia como a forma mais eficaz de alcançar resultados. "Investir apenas em novas máquinas, equipamentos e processos é um risco. Sem o investimento nas pessoas, o estoque de conhecimento dentro da companhia se torna escasso", completou.

 

Leia mais:

Geração Y: maior rotatividade levará empresas a se preocuparem mais com o registro de sua inteligência de mercado

Retenção de talentos e qualificação são prioridades em 2012, dizem executivos comerciais e de marketing

Retenção de talentos e qualificação são prioridades em 2012, dizem executivos comerciais e de marketing

Novo papel do RH é aliar desejos dos profissionais com os da empresa

Valorização profissional é a principal arma das empresas para atrair e reter talentos

registrado em: