Novas filiais e seminários de crescimento para empresas fora do eixo Rio-SP aumentaram visibilidade nacional da Amcham em 2012

por andre_inohara — publicado 14/01/2013 09h48, última modificação 14/01/2013 09h48
São Paulo – Unidades de Joinville (SC), inaugurada em dezembro, e Campo Grande (MS) – que deve funcionar a partir de 2013 – reforçam expansão geográfica da Amcham, enquanto que as demais regionais realizaram mais atividades de conteúdo.

As atividades de incentivo aos negócios promovidas pela Amcham em 2012 ganharam intensidade em todo o País. A abertura de novas filiais e a ampliação das reuniões de conteúdo nas demais regionais foram importantes para divulgar o trabalho da entidade junto ao empresariado local, comenta Fernando Schmitt, diretor de Membership e Unidades Regionais da Amcham.

“A ideia de abrir regionais em Joinville (SC) – em dezembro – e Campo Grande (MS) – com previsão de inauguração no primeiro trimestre – foi a de levar nosso calendário atual de produtos e serviços para essas cidades e aprender um pouco da dinâmica da iniciativa privada nesses locais. Essas regiões são muito importantes para nós e ainda não tinham sido acolhidas pela Amcham”, destaca Schmitt.

Leia mais: Amcham inaugura unidade em Joinville nesta segunda-feira (03/12)

A Amcham não abria novas unidades de negócios desde 2006, de acordo com Schmitt. A intenção é continuar o processo de expansão nacional da entidade nos próximos anos em termos qualitativos, com mais eventos de conteúdo, e quantitativos – novas unidades regionais.

“De modo geral, tivemos em 2012 um crescimento do número de eventos e comitês no Brasil todo, e conseguimos atrair mais associados. Nosso calendário de produtos e serviços teve como destaque o CEO Fórum que, sozinho, atraiu mais de 2500 pessoas em todas as unidades”, observa Schmitt.

Organizado pela Amcham nas regionais, o CEO Fórum já é um encontro tradicional de negócios que reúne as principais lideranças empresariais locais. Somente em Campinas, o público do seminário foi de 641 executivos e gestores – recorde para a localidade.

Em Ribeirão Preto, o Amcham Business Day – evento de negócios e networking – realizado em maio se converteu em uma das maiores feiras de negócios da região. O evento deste ano recebeu um público de 320 pessoas, que fizeram contato com 40 empresas expositoras e seus produtos e serviços. O comparecimento de público e expositores foi o maior desde sua criação, em 2008.

Expansão qualitativa e quantitativa

Durante o ano, a Amcham focou na diversificação de eventos de conteúdo e networking, para atender à base de associados, segundo o diretor da Amcham. “Aumentamos o número de eventos sem nos tornarmos repetitivos, e entramos em algumas áreas que ainda não tínhamos explorado.”

Dois setores onde a Amcham reforçou suas atividades foram em Agronegócios e Saúde. “Até 2012 elas eram áreas que tinham pouca cobertura. Assim, buscamos associados nesses setores e também procuramos cativar os sócios que tínhamos nessas áreas”, segundo Schmitt.

A criação de uma operação em Campo Grande veio de encontro a esse objetivo. “Embora a cidade tenha serviços, comércio e indústria desenvolvidos, ela talvez seja um lugar adequado para explorar melhor o agronegócio, devido à riqueza desse conteúdo”.

Com atividade agropecuária predominante, a capital do Mato Grosso do Sul tem muitas empresas de ponta. “Podemos começar em Campo Grande um grupo de discussão forte, que pode aumentar o conteúdo de produtos e serviços [agropecuários] em nível nacional”, estima o executivo.

A abertura de uma unidade em Joinville se deve à grande diversificação econômica da cidade. “A cidade recebe investimentos dos mais diversos lugares do mundo, o que vem atraindo várias empresas”, argumenta Schmitt.

Para 2013, a Amcham deve aumentar e melhorar o portfólio de produtos e serviços em todas as regionais. “Vamos intensificar esse calendário em Joinville e Campo Grande, onde esperamos terminar o ano com um número bastante considerável de sócios”, estima o diretor.

Amcham levou empresas a Nova York

Outra iniciativa positiva da Amcham foi o de ajudar empresas de médio porte a prepararem seu crescimento usando o mercado de capitais. No ano passado, 17 empresas que participaram do programa ‘Planejando, Financiando e Executando o Crescimento da sua Empresa’ foram convidadas a participar de programas de estruturação de crescimento em Nova York.

“A missão reuniu empresas que tem apresentado nível de crescimento sólido há vários anos e que vê no mercado de capitais um opção para continuar crescendo”, explica Schmitt. Alguns dos pré-requisitos para o treinamento é o de ter estruturas de governança corporativa, controle familiar e crescimento expressivo nos últimos anos.

O programa surgiu há três anos, fruto de um debate na Amcham entre empresas que atuam no mercado de capitais, sobre como viabilizar a expansão de companhias de médio e grande portes através desse ambiente. A parceria é composta pela BM&FBovespa, Goldman Sachs, Ernst & Young Terco, SAP e o escritório Souza, Cescon, Barrieu & Flesch Advogados.

O ciclo de palestras reuniu 301 empresários e gestores de 217 empresas de médio porte, uma participação 50% superior à registrada em 2011. Neste ano, o objetivo do programa é levar um número maior de empresas aos EUA.

“Esse projeto para médias empresas é único no Brasil, por ser voltado à transferência de conhecimento. Nenhum dos parceiros faz abordagens comerciais, elas querem oferecer consultoria e todos manifestaram a intenção de dar continuidade ao projeto”, de acordo com Schmitt.

 

registrado em: