Pesquisa Amcham: cresce fatia das companhias que pretendem aumentar investimentos em Produção e Logística

por giovanna publicado 20/10/2011 12h47, última modificação 20/10/2011 12h47
São Paulo – Olhando para 2012, 65% indicam esse plano. Em 2012, eram 51%.

Sondagem da Amcham, em parceria com o Ibope, junto à base de associados da entidade revela que, para 65%, os investimentos específicos das companhias nessas áreas aumentarão em 2012. É um otimismo maior do que o visto na última sondagem, em 2010, quando 51% indicaram essa perspectiva para 2011. Agora, há também 30% que apostam em estabilidade dos aportes (contra 43% antes) e 5% creem em redução (versus 5%).

Os recursos serão usados em expansão operacional/ fabril, conforme revelado por 25% dos entrevistados, assim como novas tecnologias (20%), modernização de instalações (15%) e aumento de produção (10%). Note-se que 35% disseram ainda não saber onde serão alocadas as verbas, parcela bastante superior à de indecisos na sondagem de 2010 (18%).

Os dados fazem parte da pesquisa “Business Round Up – Perspectivas 2012” da Amcham, que mostra a visão do empresariado com relação à economia e aos negócios no próximo ano.

Expansão e planejamento operacional

Quando se trata de expansão operacional, 50% dos respondentes disseram que o modelo adotado para 2012 envolverá atingir outras regiões no Brasil, um salto em relação aos 6% registrados no estudo anterior. A ida para mercados fora do Brasil foi mencionada por 20% (versus 2% em 2010).

Na estratégia comercial para 2012, 45% dos entrevistados apontam que a seleção de fornecedores será definida por negociações de preços e prazos. Os entrevistados também incluíram a adesão a políticas sustentáveis (15%) e gestão da qualidade (10%) como pontos que influenciarão a escolha desses parceiros no próximo ano. Há ainda 30% que desejam desenvolver novos fornecedores.

A questão do uso de matérias-primas, componentes e produtos importados também foi abordada na pesquisa. Olhando para 2012, 30% dos respondentes afirmaram importarão mais de 25% do total dos insumos (uma redução na comparação com os 41% apontados na última sondagem). Nesse grupo, 35% das empresas aumentarão suas importações, 40% as manterão no nível de 2011 e 5% as diminuirão.

Um último aspecto questionado pela Amcham foram as influências que a cadeia logística das empresas sofrerá em 2012.  De acordo com 95%, o planejamento operacional é o principal aspecto que influenciará positivamente a cadeia, seguido por força de trabalho e os custos de TI/ Telecom, com 55% de indicações cada. Pelo viés negativo, os entrevistados lembraram sobretudo a logística tributária (70%) e o custo de energia (70%).

 

registrado em: