Potenciais novos clientes consideram experiências já vividas por outros consumidores nas suas decisões de compra

por daniela publicado 05/09/2011 16h09, última modificação 05/09/2011 16h09
São Paulo- Tendência é reforçada pelo crescimento das redes sociais, afirma Milton Oliveira, diretor de Serviços da Porto Seguro.
milton_oliveira.jpg

Potenciais clientes têm se baseado cada vez mais nas experiências já vividas por outros consumidores para decidirem sobre a compra de produtos ou a contratação de serviços. É o que avalia Milton Oliveira, diretor de Serviços da Porto Seguro.

Segundo ele, a pré-venda de uma companhia está bastante ligada à qualidade do atendimento que é prestado aos atuais clientes. Essa tendência é potencializada pelo crescimento das mídias sociais, incluindo blogs, sites e redes sociais,onde é efervescente o compartilhamento de informações diversas.

Oliveira participou nesta quinta-feira (1/09) do “II Fórum de Excelência em Serviços – Gestão do Atendimento e Relacionamento com Clientes” promovido pela Amcham-São Paulo. Leia a entrevista que ele concedeu ao site da entidade:

Amcham: A pré-venda depende do trabalho desenvolvido com a carteira de clientes já conquistada?
Milton Oliveira:
Hoje os novos clientes se baseiam muito nas experiências dos clientes anteriores, não só das pessoas que eles conhecem, mas também daquelas que eles acompanham na internet. Então, a influência dos consumidores atuais de um produto é muito forte nas decisões de compras de novos clientes. 

Amcham: O que as empresas devem fazer para manterem um bom atendimento diante de um quadro de escassez de mão de obra qualificada no País?
Milton Oliveira
: É preciso treinar, preparar e remunerar corretamente os profissionais dessa área. Hoje não basta que as empresas simplesmente escolham no mercado os profissionais com os melhores perfis para suas estruturas, é necessário desenvolvê-los e comprometê-los com o negócio. A remuneração tem que ser adequada, inclusive com remuneração variável e benefícios.

Amcham: Na sua visão, as companhias devem agir com maior transparência? 
Milton Oliveira:
Sim, agora as empresas estão nus. Elas não podem falar ou prometer algo em sua comunicação e fazer algo diferente porque cedo ou tarde serão desmascaradas em público, no ambiente das redes sociais. As organizações têm que ser honestas, assim como devem aceitar as dificuldades e trabalhar para resolvê-las. Desta maneira terão relação forte e duradoura com seus clientes.  

registrado em: