Relacionamento com cliente é segredo de sucesso em mercado altamente competitivo

por mfmunhoz — publicado 02/11/2010 12h16, última modificação 02/11/2010 12h16
São Paulo - Para construir laços consistentes, é preciso investir nos colaboradores, afirma Robert Wong.
materia.jpg

Em tempos de alta competitividade no mercado e disputa pelos melhores preços, as empresas devem investir na formação de relacionamentos consistentes com os clientes, escolhendo para atuar na linha de frente profissionais capacitados, alinhados com os valores do negócio e que gostem de lidar com pessoas. É o que sugeriu Robert Wong, sócio da Robert Wong Consultoria Executiva, considerado um dos 200 mais destacados headhunters do mundo, segundo a revista “The Economist”.

“No Brasil, as vendas são fortemente influenciadas pela característica nata do brasileiro que é o calor humano. O sucesso das vendas é diretamente proporcional ao relacionamento que se cria com as pessoas, com a proximidade e a profundidade de relação que se adquire e cultiva junto a elas. No entanto, é necessário contratar pessoas qualificadas, que se interessem pelos clientes“, aconselhou Wong, que é também autor do livro "O Sucesso está no equilíbrio" (Editora Elsevier, 2005) e participou de Café de Relacionamento promovido pela Amcham-São Paulo na segunda-feira (25/10).

O evento tem o objetivo de recepcionar novos associados da Amcham, oferecendo conteúdo e oportunidades de networking, indispensáveis ao desenvolvimento dos negócios. Nesta edição, foram 90 os participantes.

Contribuição corporativa e pessoal

Wong sustenta que o foco das companhias precisa se voltar à formação e seleção criteriosa de capital humano. “Atualmente, o maior recursos das empresas e seu diferencial são as pessoas. O mais interessante a se fazer é investir em inteligência emocional, na parte humana. Quando se empregam colaboradores agressivos, mentirosos, que desrespeitam os clientes, existe o risco de perder toda a proposta de valor. Não adianta ter grandes estratégias sem alguém competente para implementá-las”, destacou.

Ele ainda acrescentou que formar relacionamentos de qualidade é papel também dos profissionais. “Antes de mais nada, é preciso modificar a atitude individual, buscar a auto-essência, a personalidade verdadeira de cada um, estabelecendo relações de ‘ganha-ganha’ com o cliente e cuidando para que todos os lados saiam satisfeitos”, recomendou Wong.

registrado em: