Salvador espera receber 600 mil turistas e gerar R$ 1,3 bi no Carnaval de 2013

por marcel_gugoni — publicado 23/01/2013 15h39, última modificação 23/01/2013 15h39
Salvador – Participação do setor privado é fundamental, pois cria desenvolvimento, afirma secretário de Turismo da cidade.

Cerca de 600 mil turistas são esperados em Salvador para o Carnaval deste ano. O evento, um dos mais importantes da agenda do município, deve gerar R$ 1,3 bilhão em negócios. As estimativas são de Guilherme Bellintani, secretário de Desenvolvimento, Turismo e Cultura de Salvador (Saltur).

Veja aqui quais são as vantagens de ser sócio da Amcham 

“O carnaval gera negócios o ano inteiro, é um elemento social de grande importância para a cidade de Salvador. Esta rede de negócios deve ser potencializada e cada vez mais estruturada para o cidadão soteropolitano e para a economia local”, indicou o secretário durante o evento A Indústria do Entretenimento na Bahia, realizado pela Amcham-Salvador, na manhã desta quarta-feira (23/01). 

Bellintani explica que a estimativa do volume financeiro dos negócios no Carnaval é objeto de atualização ano a ano, e que novas mensurações serão realizadas em 2013. “Entender a geração de negócios é importante para que possamos medir o impacto dos investimentos realizados pelo município”, completa. 

Ele ressaltou ainda o papel da iniciativa privada no Carnaval. “É uma participação fundamental, pois gera negócios e cria desenvolvimento.” 

Novos modelos 

O secretário prevê ainda mudanças para as festividades. “O carnaval é o mesmo há 20 anos e precisamos mexer um pouco nas coisas, potencializá-las para que surjam novas manifestações”, afirma.

Quer participar dos eventos da Amcham? Saiba como se associar aqui 

Ele aponta que a primeira ação nesse sentido está no plano cultural. “Vamos trazer a Fundação Gregório de Mattos, responsável pela gestão cultural da cidade, para organização do carnaval. Isso provocará mudanças na lógica do carnaval baiano tendo impacto na economia e no desenvolvimento do turismo”, explica. 

Perspectivas para a Copa 

Segundo Bellintani, eventos de grande porte como a Copa das Confederações 2013 e a Copa do Mundo 2014 também trazem perspectivas otimistas para a cidade. 

“Estamos trabalhando muito alinhados com a secretaria especial criada para os eventos no sentido de promover o desenvolvimento de produtos culturais para alavancar o turismo na cidade significativamente. Serão oportunidades de mostrar a cultura de Salvador para o mundo”, disse.

registrado em: