Seis dicas para identificar notícias falsas, segundo jornalista da Agência Lupa

publicado 11/10/2018 16h42, última modificação 17/10/2018 15h59
São Paulo - Clara Becker dá orientações simples para aqueles que não querem cair nas fake news
Webinar fake news

Como identificar uma notícia falsa? Durante webinar da Amcham (09/10), Clara Becker, jornalista da Agência Lupa, especializada em checagem de fatos, deu algumas dicas para identificar se um texto, imagem ou vídeo é verdadeiro. “Podemos mudar a atitude das pessoas em relação a fake news para que elas não contribuam para ambiente de desinformação", pontua. Algumas delas são:

Leia além do título 

Segundo a jornalista, é muito comum abrir um texto cujo titulo é muito chamativo e que provoca alarde e encontrar um texto que já não condiz com aquilo. Só ler os dois primeiros parágrafos, muitas vezes, já ajuda a identificar a veracidade daquela notícia.

Atenção a data

Uma informação que foi verdadeira em 2014 pode ser falsa em 2018. Algo tirado do contexto pode ser perigoso. Becker lembra que, durante a Copa do Mundo de 2018, algumas pessoas circularam a notícia de que Neymar estava fora da competição. A notícia era verdadeira – mas referente a competição anterior, de 2014.

Olhe a URL

Olhar o site, seu endereço, ver as outras notícias que estão lá é essencial. Muitos sites de fake news imitam nomes de veículos reais e até o layout da página. Olhar tudo com cuidado e prestando atenção nos detalhe ajuda a não cair em sites que não são confiáveis.

Google ajuda

Colocar o título da notícia duvidosa no Google pode ajudar. Se ela for verdadeira, vários outros sites também terão publicado algo parecido, inclusive as mídias mais tradicionais.

Nomes e créditos

A dica também é não acreditar em textos que não são assinados ou que não citam fontes. Mencionar estudos sem falar sobre quem são os pesquisadores ou remetendo à fonte original também é um mau sinal.

Desconfie e não compartilhe 

A dica é desconfiar de tudo sempre. Se tiver dúvidas sobre a veracidade da informação, não compartilhe! Você pode estar ajudando a disseminar informações falsas. Apenas compartilhe caso tenha certeza de que não se trata de uma mentira.

Assista a íntegra do Webinar no Amcham Connect.