Suporte de finanças ao comercial reduz despesas administrativas em até 4%

publicado 07/07/2015 15h08, última modificação 07/07/2015 15h08
São Paulo – CFO da Eurofarma relata como a parceria entre as áreas gera mais eficiência nos processos
luis-schiriak-7952.html

A integração entre as equipes de finanças e de comercial gera redução de despesas administrativas e promove a eficiência nos processos, afirma Luis Schiriak, vice-presidente de Finanças da Eurofarma no Brasil.

“A despesa administrativa fica 3 ou 4 pontos percentuais abaixo do que na concorrência”, declara o CFO, que palestrou como convidado do comitê aberto de Finanças da Amcham – São Paulo, terça-feira (07/07).

Para o executivo, a área de vendas “é o oxigênio da empresa” e a parceria com finanças tem o objetivo de dar suporte à primeira. Na prática, a integração permite avaliar melhor os riscos e obter condições para que o comercial opere de maneira ética e sob os princípios da empresa, além de transformar as vendas em cobranças, explica Schiriak.

Entre as atividades de finanças que servem de apoio ao comercial, estão o orçamento anual e eventuais ajustes. Isso já ocorreu esse ano, conta o CFO, em função de variáveis como novas vendas, impacto do dólar sobre os custos e a nova carga tributária do pacote de ajuste fiscal do governo federal.

O reforço da equipe também impacta as estatísticas de venda, a rentabilidade da força de vendas, a análise de resultados, o impacto dos custos sobre os produtos, a tecnologia empregada no comercial e a determinação dos limites de créditos, entre outras funções pertinentes.

O foco, ressalta Schiriak, é a melhoria contínua dos processos. “(Finanças) estando presente onde o negócio realmente acontece, melhora muito a eficiência. Porque assim você age preventivamente”, garante.

registrado em: